Iniciativa Verde planta mais de 1 milhão de árvores na Mata Atlântica

A Iniciativa Verde superou a marca de um milhão de árvores plantadas em áreas de preservação e recuperação ambiental. Os plantios são feitos pela organização com o intuito de compensar as emissões de carbono das mais diversas atividades.

O bioma que mais recebeu novas árvores durante os nove anos de trabalho da OSCIP foi a Mata Atlântica. Os projetos desenvolvidos em São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul representam 97,6% do total de áreas árvores plantadas e hectares restaurados pela organização até o momento. O restante se concentra em áreas da Amazônia brasileira.

A Iniciativa Verde garante que os plantios são realizados prioritariamente em áreas degradadas de mananciais e nascentes. Assim sendo, o trabalho ganha ainda a função de ajudar a preservar fontes de água e impactar diretamente a vida da população local e de comunidades distantes, mas que dependem das mesmas fontes de recursos naturais.

A ferramenta que registra e calcula os plantios já marca 1.065.571 novas árvores. Mesmo que o número seja alto, recompor a Mata Atlântica é uma tarefa que ainda exige um esforço muito maior. O bioma brasileiro é um dos mais importantes do mundo, reunindo mais de 20 mil espécies vegetais, 849 de aves, 370 de anfíbios, 200 de répteis, 270 de mamíferos e 350 de peixes.

De acordo com a ONG SOS Mata Atlântica, restam apenas 8,5% da vegetação original do bioma, que era de 1.315.460 km2. Porém, com o passar dos anos a urbanização, agropecuária, exploração predatória, industrialização e poluição, a área foi sendo dizimada. O caminho para compensar essas perdas ainda é bem grande. 

Redação CicloVivo