Uma planta que varia de amêndoas, cerejas, pêssegos, ameixas e nectarinas…É possível uma árvore brotar 40 frutas diferentes? Para o artista de árvores híbridas Sam Van Aken sim, não só é possível como ele já está desenvolvendo na Universidade de Syracuse, em New York, nos Estados Unidos.

Seu projeto “Tree of 40 Fruit” é criar árvores híbridas com variedade de frutos e florescimento em várias cores. Para tanto, usa o método chamado enxerto onde retira brotos de diferentes árvores frutíferas para gerar uma só, agregando todas elas. O trabalho é realizado em parceria com a  Escola de Arte de Syracuse e o Centro de Artes Biológicas da Comunidade de Excelência em Genoma, Meio Ambiente e Microbioma, da Universidade de Buffalo, também em NY.

Para as universidades, este trabalho ajuda a preservar variedades de herança que podem não estar comercialmente disponíveis. Aliás, seu trabalho combina vários campos, fundindo ciência e horticultura com arte e preservação. Ele também explica que o número 40 é simbólico e representa o infinito: sinal de que seu projeto vai longe.

“Existem centenas, ou milhares, de variedades individuais de cultivares dentro da família de frutas de caroço, incluindo pêssego, ameixa, damasco, nectarina, cereja e amêndoa. Dentro de cada uma dessas espécies de frutas há uma variação extraordinária na cor da flor, tempo de floração, folha padrão, tamanho da fruta, forma, cor, textura e gosto. Devido à semelhança de sua estrutura cromossômica, é possível “enxertar” essas variedades juntas para formar uma única árvore”, explica o artista.

Sam Van Aken foi um dos escolhidos para ser artista residente na Universidade de Buffalo. Um das ideias é transformar seu projeto em um pomar urbano no bairro Fruit Belt, lugar historicamente ocupado por alemães que plantavam hortas na área.