2015 foi o ano mais quente já registrado no mundo

De acordo com as estimativas da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA), 2015 foi o ano mais quente desde o início do monitoramento climático internacional. O anúncio oficial deve ser feito nas próximas semanas, mas os pesquisadores já confirmam as estimativas e associam as altas temperaturas ao El Niño.

Este também foi o segundo ano mais quente registrado nos Estados Unidos, desde o primeiro monitoramento, em 1895. A grande causa das altas temperaturas é o crescimento do El Niño que está mais forte do que nunca. Mesmo que seus efeitos ainda estejam sobre os oceanos até, pelo menos, maio deste ano, o fenômeno já foi classificado como o mais poderoso da história, superando a temporada de 1997/1998.

Os efeitos são sentidos em diversos lugares do mundo. Isso acontece porque o calor armazenado no fundo do oceano sobe para a superfície e aquece a atmosfera. Em consequência do fenômeno, florestas estão pegando fogo, muitas áreas foram alagadas pelo aumento das chuvas, plantios foram comprometidos e a própria população tem sofrido com temperaturas extremas.

A estimativa do NOAA é de que a temperatura global em 2015 tenha ficado de 0,1 a 0,15ºC acima do normal. Em alguns momentos do ano, a média chegou a ser de 0,2ºC acima do esperado sem a influência do El Niño.

Redação CicloVivo