4 dicas para economizar na conta de energia

Quanto mais tempo passamos em casa, mais as contas fixas tendem a crescer - alguns cuidados podem ajudar a baixar despesas

energia elétrica
Foto: Pixabay

Ficar em casa neste período é uma maneira de cuidar da nossa saúde e da saúde de todos. Mas, quanto mais tempo passamos em casa, mais as contas de água e luz tendem a crescer.  Não sabemos ao certo por quanto tempo o distanciamento social vai ser necessário e é importante prestar atenção nos custos fixos da casa, para que o orçamento familiar fique equilibrado.

“Com informação e uma pequena mudança de hábitos, já é possível obter uma redução de valor na próxima conta”, finaliza Bianca Amaral, diretora da TempoTem, startup brasileira de soluções de manutenção de casa e automóveis.  

Ela separou 4 dicas para reduzir o valor da próxima fatura com pequenas mudanças de hábito.

Tirar os aparelhos da tomada

Temos, dentro de casa, diversos aparelhos que ficam constantemente ligados na tomada. Muitos deles, como o roteador de internet e aparelhos de TV a cabo não podem ser desligados, mas a recomendação é que os outros sejam tirados da tomada quando não estão sendo utilizados. Para facilitar, é possível utilizar um nobreak ou até mesmo um filtro de linha com botão de desligar.

Entre os aparelhos que mais consomem energia estão o home theater e aparelhos de som que utilizam muita potência. O vídeo game também entra na lista por ser um aparelho que constantemente precisa ser resfriado, mesmo quando está em stand by. Deixar o notebook carregando durante o uso não é um problema. A maioria dos modelos atuais contam com um dispositivo que interrompem a carga quando a bateria está completa, mas pela questão da vida útil da bateria, é importante consultar o fabricante. 

Evitar o horário de pico de energia

Rever alguns hábitos, como lavar as roupas ou utilizar a secadora, pode ser importante. O objetivo é evitar o de pico de energia elétrica, entre 17h e 21h. Durante esse período a tarifa residencial é maior em decorrência da demanda que também cresce. Se possível, aproveite para lavar toda a roupa de uma única vez e fazer o mesmo para secar ou passar fora deste horário.

Aproveite a luz natural

A luz natural é de graça e mais saudável para o corpo. Aproveite o sol e a luz para abrir as janelas e persianas no período da tarde e da manhã, permitindo que o imóvel fique mais ventilado e iluminado. “Abrir as janelas também pode ser uma boa alternativa para desligar ventiladores e ar-condicionado em alguns momentos do dia”, complementa Bianca.

Além da luz natural, outra alternativa é optar pelas lâmpadas de LED, que são projetadas para economia de até 80%.

Rever a instalação elétrica

A sobrecarga na instalação é outro motivo que pode elevar o consumo de eletricidade. Geralmente esse é um problema de imóveis antigos, com a fiação fora do padrão e normais atuais.

Os projetos antigos não abrangem tantos circuitos, possuem poucas tomadas e não foram projetados para receber tantos equipamentos conectados simultaneamente, como máquina de lavar e secar roupa, forno elétrico, micro-ondas e outros aparelhos potentes.

É possível identificar o aparelho que consome muita energia: quando ele está ligado, pode haver uma oscilação na luz da casa.   A falta de avaliação profissional em relação a sobrecarga de energia pode gerar um curto circuito da rede elétrica e até mesmo causar um incêndio.