Quando se trata de sustentabilidade a Holanda está sempre inovando. Não à toa, é sempre notícia aqui no CicloVivo. A mais recente novidade vem de Zwolle, cidade que já ganhou várias vezes o título de mais verde. Por lá, está sendo testado um trecho de ciclovia construída com resíduos pós-consumo que seriam descartados ou incinerados.

Para desenvolver o material, foram usadas garrafas de plástico velhas, copos de cerveja de festivais, embalagens de cosméticos e móveis de plástico. Ainda em fase piloto, a ciclovia possui 70% de plástico reciclado em seus 30 metros de comprimento, embora a ideia seja futuramente criar uma ciclovia feita inteiramente de plástico reciclado.

Apesar de inovador, este não é um projeto único. Já falamos de um asfalto feito com plástico reciclado que se mostrou 60% mais resistente do que os tradicionais. Mas uma coisa bacana que diferencia esta ciclovia é que ela foi criada com peças modulares pré-fabricadas e leves. Isso significa que ela pode ser instalada em qualquer lugar do mundo em poucos dias (e nem precisamos fazer a comparação com a demora da construção ou até mesmo reforma com os asfaltos que temos hoje).

Outros benefícios da ciclovia de plástico está no fato dela ter um design que ajuda a armazenar água da chuva, o que ajudaria a evitar inundações. Além disso, se o material se desgasta, pode ser reciclado novamente criando uma vida útil cíclica.

Batizada de PlasticRoad, a ciclovia é fruto de uma parceria da empresa Wavin, que desenvolveu a tecnologia, a companhia de tubos de plástico Mexichem, a KWS e a empresa de energia Total.

Neste primeiro teste, há sensores medindo o desempenho da estrada, temperatura, durabilidade. Uma segunda versão está prevista para ser instalada em novembro numa cidade próxima a Zwolle. “Em novembro, uma segunda ciclovia piloto será instalada e testará recursos adicionais do PlasticRoad. Com este segundo projeto, os resultados de ambos gerarão insights suficientes para aplicar e refinar a tecnologia. Enquanto isso, os parceiros estão procurando por novos locais para lançar os pilotos subsequentes – para testar outras aplicações da PlasticRoad, como estacionamentos, plataformas de trens e calçadas”, informou a Wavin em nota à imprensa. 

Veja mais:

Engenheiro britânico usa plástico reciclado para criar asfalto 60% mais resistente