O Parque Nacional da Serra dos órgãos, localizado em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro, convoca voluntários a se cadastrarem para ações na Unidade de Conservação. As atividades são divididas em três grupos, os abertos, que realizam ações como limpeza da Unidade, os grupos específicos que são aqueles formados por brigadistas e que atuam em ações de prevenção e combate a incêndios e, por último, um grupo composto por pessoas com experiência em escalada e que possam vir a trabalhar em ações de resgate de visitantes perdidos pelas montanhas do Parque.

A ficha cadastral de cada candidato ficará num banco de dados e a unidade convidará os voluntários conforme surgirem ações a serem desenvolvidas. Para participar é só preencher o termo de adesão ao serviço voluntário aqui.


Foto: Parnaso Tur/Divulgação


Foto: Parnaso Tur/Divulgação

“O voluntariado é importante porque além de integrar a comunidade do entorno, sensibiliza a sociedade para problemas que às vezes são provocados por ela própria. Além disso, têm a capacidade de suprir a falta de pessoal", afirma Leandro Goulart, chefe do Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

O parque abrange os municípios de Guapimirim, Magé, Petrópolis e Teresópolis. Além de ser o terceiro parque mais antigo do país, ele é um dos melhores locais para a prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada, rapel. O Parque abriga mais de 2.800 espécies de plantas, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios e 83 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção e muitas espécies endêmicas.


Foto: soldon/Flickr


Foto: wtrilhas/Flickr


Foto: leorey/Flickr

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.