geração de resíduos
Atvos reduziu em 90% a sua geração de resíduos e gerou R$ 1,6 milhão Foto: Divulgação | Atvos
- Publicidade -

Buscando estabelecer uma cadeia produtiva mais sustentável, a produtora de etanol Atvos adotou medidas que reduziram em 90% a sua geração de resíduos – o volume caiu de 42 para 4 toneladas de resíduos gerados por milhão de tonelada de cana colhida.

O planejamento processual e a reeducação das equipes permitiram que 98% dos resíduos gerados na empresa fossem reutilizados a partir do coprocessamento em indústrias cimenteiras, logística reversa, compostagem, reciclagem e venda.

- Publicidade -
A comercialização de resíduos que antes eram descartados, mobilizou a economia local por meio de parcerias com empresas recicladoras e cooperativas. Foto: Divulgação | Atvos

Na safra de 2019/2020, a receita gerada com a venda da sucata metálica e demais reciclados foi da ordem de R$1,6 milhão. Antes, esses materiais eram coprocessados ou incinerados como resíduos contaminados.  

“Em seis anos-safra, reduzimos em dez vezes a geração de resíduo. Isso representa, em média, 600 toneladas de resíduos por ano que deixaram de ser produzidos”, destaca Adriano Vaz Granjo, responsável por meio ambiente na Atvos.  

A diminuição na geração e destinação foram alcançados a partir da unificação de processos nas oito unidades agroindustriais operacionais da Atvos, localizadas nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo.  

Um intenso programa de conscientização foi realizado junto aos funcionários e, entre as ações realizadas, estão lavagem e separação das partes contaminadas de mangueiras de óleo hidráulico, separação dos resíduos por tipo, substituição de estopas por toalhas reutilizáveis para resíduos contaminados, descontaminação de recipiente com produto químico e também a implantação de contentores distintos em diversos pontos das usinas. 

Os custos com destinação de resíduos para coprocessamento e incineração caíram em R$ 350 mil por safra, em média. Foto: Divulgação | Atvos

As unidades agroindustrais da empresa dispõem ainda de unidades tratadoras de efluentes onde o óleo removido é comercializado e a água purificada é reutilizada na lavagem dos equipamentos da manutenção automotiva, garantindo a premissa de efluente zero adotada pela empresa.  O modelo de negócios está estruturado no modelo de economia circular pelo aproveitamento dos subprodutos como insumo de produtivos na própria cadeia. 

- Publicidade -