Os projetos de inserção de Hortas Urbanas em Campo Grande, MS, já começaram a dar resultados. A horta do Centro de Educação Infantil (Ceinf) Clotilde Chaia, no bairro Jardim Imá, já está em sua segunda colheita, com os alimentos inseridos no cardápio da merenda escolar das crianças.

Foto: Prefeitura de Campo Grande
Foto: Prefeitura de Campo Grande

O Coordenador do Agronegócio da Sedesc, João Duarte destaca que o programa Hortas Urbanas tem a finalidade de atender a população em situação de risco alimentar, associações de bairros, cooperativas de catadores de recicláveis, instituições assistenciais, escolas da rede municipal de educação. “Temos a orientação do prefeito Alcides Bernal para implantar o maior número possível de Hortas Urbanas na Capital. A previsão é de chegar até o fim do ano com mais de 80 hortas produzindo e as verduras chegando à mesa dos trabalhadores e alunos das escolas e ceinfs”.

Satisfeita com os resultados da colheita da horta, a coordenadora pedagógica Paula Renata do Ceinf Clotilde Chaia do bairro Jardim Imá destaca que as crianças estão participando ativamente e aprendendo deste cedo o processo do cultivo das verduras. “É uma alimentação saudável e nós inserimos no cardápio da merenda as verduras, sucos de cenoura e beterraba”, comenta.

Foto: Prefeitura de Campo Grande
Foto: Prefeitura de Campo Grande

A funcionária da Sedesc Margarida Gonçalves informa que os trabalhos para implantação das Hortas Urbanas são planejados e acompanhados pela equipe técnica do agronegócio da Prefeitura de Campo Grande. “Promovemos palestras, oficinas neste trabalho que tem a finalidade cultural. Outra finalidade do nosso trabalho social é o cooperativismo e estimulo de parcerias entre as comunidades. Nosso trabalho é diário e estamos sempre em contato com os parceiros e esperamos que em breve tenhamos uma sociedade mais sustentável”, frisa

O técnico do agronegócio da Prefeitura, Jair Galvão é responsável pela implantação das Hortas Urbanas. “Nós vamos até a comunidade fazemos a escolha do terreno e acompanhamos toda a cadeia produtiva, onde as verduras saem da horta e chegam até a mesa da população”, finaliza.

Da Prefeitura de Campo Grande