Doar nunca é demais. Seja para ajudar alguém, seja como exercício de desapego, a prática da doação é um ato que faz bem a todos os seres humanos. Para reforçar esse sentimento de união e compartilhamento, a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale) lançou uma campanha.

Inicialmente, a ação consistiu em entregar balões para pessoas que transitavam nas ruas. Em cada um deles, havia uma “mensagem especial”, e elas eram convidadas a assistirem um vídeo.

A gravação mostrou o depoimento de pessoas de diversas idades, algumas em tratamento e outras já curadas da leucemia. “As pessoas podem ajudar as outras com palavras, não precisa ser dinheiro. Eu doo atenção e isso faz diferença. Eu doo sorriso e isso faz diferença”, afirma Chirles, uma das entrevistadas do vídeo, que tratou de um linfoma com 39 anos.

O vídeo também mostrou os entrevistados enchendo as bexigas. Só nessa hora, as pessoas que assistiam a gravação na rua percebiam quem havia escrito o bilhete. Em retribuição ao gesto, elas também encherem bexigas e mandaram uma mensagem de volta.

“Acreditamos que, assim como o balão, a doação também é algo simples. Ela pode ser financeira, pode ser de sangue. Mas mais do que isso, ela pode ser de gestos. Uma visita no hospital, alguns minutos de conversa, uma palavra de apoio ou mesmo um sorriso. Tão simples quanto encher um balão”, afirma a Abrale.

Para enviar uma mensagem positiva para os pacientes com câncer no sangue de todo o Brasil, clique aqui.

Assista abaixo ao vídeo da campanha “Manifesto do bem – Doe Balões”: 

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.