compostagem beach club fortaleza
Foto: Divulgação | Colosso Fortaleza

O beach club Colosso Fortaleza vai abrir seu parque próprio de compostagem, um passo importante para a sustentabilidade no empreendimento. Serão 12 cilindros de compostagem que irão gerar cerca de 450 kg de adubo orgânico por mês. A previsão é que aproximadamente 1 tonelada de resíduo orgânico deixará de ser descartada mensalmente.

compostagem beach club
As ações foram realizadas em parceria com a Verdear Eventos Mais Sustentáveis e com a YBY Soluções Sustentáveis. Foto: Divulgação | Colosso Fortaleza

“Somos o primeiro estabelecimento do Norte e Nordeste a ter esse tipo de equipamento próprio e integrado à operação. Além do impacto ambiental positivo, ajudaremos diretamente inúmeras famílias de agricultores”, conta o diretor executivo do Colosso, Eduardo Castelão.

“Quase todo o adubo gerado será doado ou servirá para subsidiar a produção dos pequenos produtores. Produtores esses que serão fornecedores nossos de produtos orgânicos.”

Eduardo Castelão
Construção do pátio de compostagem que vai produzir 450kg de adubo orgânico por mês. Foto: Divulgação | Colosso Fortaleza

Sustentablidade

Desde o inicio de 2020, o empreendimento investe também em outras  ações de sustentabilidade. O complexo destina os resíduos recicláveis (plástico, papel, vidro e metal) para cooperativas de reciclagem e faz a coleta de bitucas de cigarro que serão recicladas e transformadas em massa celulósica para produção de papel e artesanato por pequenos empreendedores.

Para os próximos passos, o Colosso prevê a criação de uma horta própria em parceria com os pequenos agricultores para gerar produtos frescos que sejam utilizados na cozinha do Zoi Restaurante, restaurante que fica dentro do beach club, e do próprio Colosso Fortaleza. “Até 2021, o empreendimento também estará com energia renovável”, finaliza Eduardo Castelão.