No Dia da Amazônia, Ibirapuera terá projeção de incêndio em árvores

Com intervenção urbana, Natura quer sensibilizar a população para aos índices alarmantes de destruição ambiental

intervenção natura amazônia
Foto: Divulgação | Natura

No próximo sábado, dia 5 de setembro, uma simulação de incêndio tomará conta do parque do Ibirapuera, um dos cartões postais de São Paulo e patrimônio histórico da capital. Simultaneamente à queimada no parque, grandes árvores serão projetadas nas fachadas dos edifícios da cidade.

As intervenções visuais buscam chamar atenção para o impacto climático que ameaça o planeta com a devastação da Amazônia. A iniciativa é uma ação da marca Natura em parceria com a artista visual Roberta Carvalho e a agência Africa. Seguindo o conceito “Somos todos uma natureza só”, a comunicação visa demonstrar que todos os seres vivos estão conectados com a maior floresta tropical do mundo.

Foto: Divulgação | Natura

Desde o início da semana, a Natura tem intensificado sua comunicação para o tema. Para engajar o público, a marca lançou dois filmes na TV aberta, lançou peças nas redes sociais e convidou influenciadores a discorrerem sobre a importância de manter a floresta em pé.

Coexistência

A marca defende que, em meio aos índices alarmantes de destruição ambiental, não existe outra possibilidade senão a que preze pelo bem-estar humano E o bem-estar ambiental.

Seguindo o conceito “Somos todos uma natureza só”, a ideia é conectar todos os seres vivos com a Amazônia, bioma que tem sido extensivamente devastado por incêndios de ações irregulares de garimpo e grilagem de terra.

“Natureza e humanidade compartilham a mesma realidade e fazem parte de um único organismo vivo e interdependente. Por essa razão, tudo o que acontece na Amazônia gera impacto na vida de todos, independentemente da distância”, afirma Andrea Alvares, vice-presidente de Marca, Inovação, Internacionalização e Sustentabilidade da Natura.

Foto: Divulgação | Natura

A executiva lembra que o modelo de impacto positivo precisa ser adotado por indivíduos e organizações não apenas para manter a floresta em pé, mas também para preservar a vida de todos os seres vivos.

“Somos todos parte de uma natureza só e, por isso, nossas ações refletem inevitavelmente na realidade do outro. A boa notícia é que o poder de mudança está em nossas mãos”, complementa Sophie Schonburg, Diretora Executiva de Criação da agência Africa.

Compromisso com a Vida

Em junho, o grupo Natura &Co (Avon, Natura, The Body Shop e Aesop) anunciou sua Visão 2030, o Compromisso com a Vida, que intensificará suas ações para enfrentar algumas das questões globais e contemporâneas mais urgentes, entre elas, a proteção da Amazônia.

Entre os compromissos firmados constam como objetivo a conservação de 3 milhões de hectares até 2030 e a promoção de esforços coletivos para garantir o desmatamento zero desse bioma. Hoje, por meio de seu modelo de negócios, a empresa já contribui para conservação de mais de 1.8 milhão de hectares de floresta, uma área equivalente a 12 vezes o tamanho da cidade de São Paulo.

Foto: Divulgação | Natura