tigre national geographic
Foto: Miranda Richey | Unsplash

No dia 29 de julho é comemorado o Dia Mundial dos Tigres. A data foi criada para chamar a atenção da comunidade global para a necessidade de conservação da espécie em todo o mundo.

Para celebrar a data do maior felino no reino animal, o canal Nat Geo Wild exibe no dia 29 de julho, a partir das 19h45, os documentários A Revanche de Tigresas e Fúria de Tigres que mostra até onde uma tigresa vai para proteger seu filhote.

A Revanche de Tigresas – 29/07, às 19h45

É uma história convincente de duas irmãs tigres cuja vida se mistura e se chocam com o cenário de um forte antigo de tirar o fôlego no Parque Nacional de Ranthambore. A irmã dominante Sundari domina a área do forte e do lago depois de derrubar seu irmão mais velho Krishna, que cria seus 3 filhotes em um território próximo.

Sundari também deseja a maternidade, uma ambição que a leva a fazer muitas escolhas inesperadas – de companheiros, territórios e, finalmente, uma decisão que resulta em seu desaparecimento. Embora as escolhas de Sundari fossem governadas por um desejo instintivo de proteger seus filhotes, ironicamente eles os deixam vulneráveis à sua trágica morte.

Apesar de um instinto natural de dominar o território, são seus instintos maternais que finalmente decidem e moldam os destinos das duas irmãs. O filme revela uma história comovente da maternidade, ao mesmo tempo em que apresenta rivalidade, ciúmes e histórias de amor dos dois irmãos tigres.

Fúria de Tigres – 19/07, às 20h30

Até onde uma tigresa irá para proteger seu filhote mais fraco? Krishna, uma tigresa de 6 anos, dá à luz a sua segunda ninhada de quatro filhotes saudáveis. Krishna transfere seus filhotes até uma ilha no lago para proteção.

Uma mãe tigresa é sigilosa e protetora com seus filhotes, uma vez que ela é a única que cuida deles. Ela precisa protegê-los contra predadores e elementos da natureza. Mas quando são vistos novamente, descobre-se que Krishna perdeu um de seus filhotes. A causa é desconhecida, mas acredita-se que ela perdeu o filhote para um crocodilo enquanto cruzavam o lago.

O lamento de Krishna é escutado por muito tempo. Krishna concentra em seus três filhotes restantes. Ela cria os filhotes e eles crescem fortes sob os olhos observadores de sua mãe.