- Publicidade -

O modelo de coleta de lixo criado para a Vila Olímpica de Barcelona em 1992 se tornou referência mundial e hoje mais de 50 cidades europeias utilizam o mesmo sistema. As latas de lixo e os caminhões de coleta foram trocados por tubos instalados embaixo do solo que armazenam e transportam todo o lixo para o local adequado.

O esquema catalão de coleta possui uma tecnologia incrível, que deixa o sistema fácil para a população e, ao mesmo tempo, consegue controlar a reciclagem. A população coloca o lixo na “boca de lixo” adequada e, através de um sugador, os sacos são levados ao destino final, ou seja, um centro de coleta. Lá o lixo passa por uma triagem e é transportado para uma usina de reciclagem, afastada da cidade. Os plásticos, latas e papel são reciclados e o lixo orgânico é transformado em combustível que move turbinas geradoras de eletricidade.

Os reflexos da tecnologia catadora de lixo são vistos em toda a cidade. As sujeiras das ruas, causadas por latas de lixo, não existe mais. Cerca de 160 caminhões de coleta deixaram de circular pelas ruas, o que torna o ambiente mais agradável, silencioso, limpo e, principalmente, mais cheiroso.

- Publicidade -

Os moradores agradecem por não sofrerem mais com os incômodos caminhões de lixo, e o mau cheiro que isso gera. Além disso, os prédios mais novos já possuem o sistema instalado em sua estrutura e os moradores não precisam mais levar os lixos até a rua.

Atualmente, cerca de 70% do lixo de Barcelona é recolhido assim, mas a cidade tem investido para que em cinco anos, toda a coleta seja subterrânea. Essa é uma maneira mais ecológica e higiênica de transportar o lixo para o local correto e ainda obter aproveitamento total, em termos de reciclagem.

Assista a reportagem do Jornal Nacional sobre o assunto:

[VIDEO:tecnologia_subterranea_de_coleta_de_lixo_em_barcelona_e_limpa_eficiente_e_ecologica]

- Publicidade -