O 2º Mutirão de Bioconstrução da Ecovila Dom José, em Alpestre, RS, acontece em fevereiro, e terá como objetivo a construção de duas casas na ecovila. O programa, que inclui vivências práticas e imersões em permacultura, será dividido em duas turmas, a cada 15 dias

O mutirão tem como objetivo ensinar de forma prática todas as etapas da bioconstrução de uma casa, utilizando a técnica de superadobe. Durante as atividades, os participantes também descobrem como viver em comunidade e conhecem de perto os conceitos de permacultura.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O mutirão será dividido em duas etapas. A primeira turma ocorrerá entre os dias 01 a 15 e a outra dos dias 15 a 28 de fevereiro. As orientações das vivências serão coordenadas por Marcos Ninguém, permacultor e filósofo, e pelo bioconstrutor Clairton Jappa, além de toda a equipe da UniPermacultura. “Participar do mutirão é aprender na prática todas as teorias de bioconstrução e ainda poder somar na construção de um bem maior e somando na coletividade”, afirma Marcos Ninguém, coordenador do mutirão.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As inscrições para o evento incluem alimentação vegetariana, camping, vivências e certificado ao fim do mutirão. O investimento é mínimo e de apenas R$16,00 por dia, por pessoa. As vagas para participação são limitadas a 40 voluntários em cada turma. “Durante o mutirão, os voluntários também participam de momentos de cooperação, mutualidade e troca de experiências, tendo assim uma troca muito real de valores sociais e ambientais”, comenta Clairton Jappa, um dos instrutores do mutirão.

Clique aqui para mais informações.