Um estudante de design holandês está propondo uma da mudança “simples” para reduzir as emissões poluentes globais: retirar a água dos cosméticos e vendê-los em sua versão sólida. A ideia é reduzir o uso de água e assim a quantidade de embalagens necessárias.

Sabe aquela ideia de “colocar água para render”? O que Mirjam de Bruijn propõe é exatamente o contrário. Ela criou o projeto Twenty, onde defende que 80% da composição dos cosméticos vendidos hoje é água. A solução para reduzir diversos recursos das etapas de produção é então reduzir o produto apenas aos 20% do que interessa. Por exemplo, ao invés de xampu líquido poderia ser vendido uma versão em grânulos (pequenas partículas) e o consumidor colocaria em uma garrafa reutilizável e depois adicionaria água (coisa aliás que já é feito para salvar aquele restinho de produto).

Mirjam estima que sua solução reduziria significativamente o número de embalagens descartadas por pessoa na Holanda. Além da economia para a produção de recipientes, a designer também ressalta a redução de custo com transporte, uma vez que o peso seria menor. O frete representa 90% de todo o transporte global de mercadorias e até 4% das emissões totais, de acordo com o site GreenBiz.

Para apresentar sua ideia, Mirjam criou uma marca fictícia mostrando como as embalagens poderiam ser. Todas as peças ou são feitas com materiais recicláveis, como papelão, ou são garrafas plásticas reutilizáveis. A ideia é reduzir ao máximo o impacto ambiental desde a criação até o descarte pós-consumo.

Foto: Mirjam de Bruijn
Foto: Mirjam de Bruijn

Apesar do produto ainda não existir, a ideia é muito boa e já há algumas opções no mercado de produtos sólidos que muitas pessoas desconhecem, como é o caso do xampu em barra. Vale pesquisar sempre.

Foto: Mirjam de Bruijn
Foto: Mirjam de Bruijn
Foto: Mirjam de Bruijn
Foto: Mirjam de Bruijn
Foto: Mirjam de Bruijn
Foto: Mirjam de Bruijn

Redação CicloVivo