A designer canadense Tat Chao encontrou uma maneira de reaproveitar taças de vinho ou champanhe que tiveram suas bases quebradas. Nas mãos da artista, os resíduos se transformam em belas luminárias de LED.

É bastante comum que durante festas as pessoas mais desatentas quebrem taças ou que, por algum defeito durante o processo de fabricação, algumas delas fiquem defeituosas. Ao invés de serem descartadas ou enviadas à reciclagem, elas podem simplesmente ser reaproveitadas, ganhando novas utilidades.

Para cada um dos exemplares da coleção “Bipolar” Tat utiliza duas taças que tenham o mesmo formato, mas que estejam ambas sem o apoio. Após fazer o acabamento nos locais onde antes existia a haste de apoio da taça, a artista une os dois recipientes pela borda superior. Com uma lâmpada instalada internamente, o trabalho é finalizando com uma faixa de aço, por onde as taças serão fixadas e presas ao fio condutor de energia.

A ideia para este trabalho veio a partir de um projeto mais antigo de Tat, que consiste em utilizar os recipientes de vidro para montar castiçais. As peças ficam elegantes e combinam com qualquer ambiente.

No caso da coleção “Bipolar” os tamanhos das luminárias variam de acordo com a disponibilidade de taças e é possível utilizar luzes coloridas. Para as taças em que a base circular está em bom estado, é possível reaproveitá-las para a fabricação de piões e ioiôs. Com informações do Inhabitat.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.