Um complexo residencial inteiro onde só podem morar vegetarianos e/ou veganos. É esta a proposta da “Vila Veda”, inaugurada em São Petersburgo, a 30 minutos do centro histórico da cidade e a 15 minutos da estação de metrô. Um projeto ambicioso que, ao contrário de outras comunidades similares, não acontece numa cidadezinha interiorana, pelo contrário: está na segunda maior cidade da Rússia.

E não é só a carne que não entra no condomínio: cigarro e álcool também são proibidos. O último item é surpreendente para quem conhece a fama alcoólica do país da vodca. Mas, isso não será um problema para quem já optou por um estilo de vida com menos (ou zero) exageros. Em troca, os moradores têm o privilégio de estar em um local com ideais de ser tornar autossuficiente em geração de energia, água, tratamento de resíduos e produção de alimentos.

E não basta querer ser vegetariano, o desejo por si só não ajudará na hora da entrevista realizada por um agente, que descobrirá se o possível comprador já adotou uma alimentação livre de ingredientes de origem animal. “O principal neste complexo é uma oportunidade para viver e evoluir junto com pessoas que pensam como você”, afirma Maya Podlipskaya, gerente da Veda Village à agência de notícias russa TASS.

O complexo está sendo construído com prédios de quatro andares cada. A construção de dois dos sete prédios previstos já foi concluída. Ao todo, ele foi projetado para 210 famílias e o passo a passo de tudo que acontece na obra pode ser acompanhado no site.

Toda a construção está levando em consideração o sistema tradicional de arquitetura hindu Vastu e técnicas chinesas do Feng Shui. Ambos acreditam que a saúde e bem-estar dos moradores de uma casa estão intimamente ligados aos métodos construtivos, disposição de cômodos e objetos, entre outras coisas. 

O condomínio promete oferecer pistas de atletismo e ciclismo, salas de dança, ioga e de musculação, além de parque infantil, spa e salão de beleza. Algumas dessas atividades, como ioga e meditação, já são realizadas e, em breve, também terá escola com pedagogia waldorf. Não fosse bastante, o local ainda tem como base a filosofia de “ahimsa”, princípio que consiste em não cometer violência contra outros seres. “Não procuramos nos fechar do mundo, nos esforçamos para nos unir para dar um bom exemplo ao mundo”, afirma a descrição do projeto no site da Vila Veda.