Em Varsóvia uma antiga base militar usada na segunda guerra está prestes a se transformar em um refúgio marítimo para turistas e amantes da natureza. A estrutura, que antes ela uma torre de observação polonesa, está a pouco mais de 1,5 km da costa do mar báltico.

Atualmente o prédio em meio ao mar está muito danificado e o seu acesso é muito ruim, serve apenas para a prática de mergulho e algumas tomadas esporádicas de cinema. No entanto, os dias de abandono estão contados, graças ao projeto do escritório de arquitetura MFRMGR.


Foto; Divulgação

O local será reformado e ganhará um novo pavimento. A alvenaria será restaurada, enquanto as janelas serão modificadas, ganhando um novo arranjo e novas aberturas. O projeto deseja mesclar o novo e o velho, de modo que o edifício seja adaptado sem perder as suas características históricas.


Imagem; Divulgação

O prédio contará com uma sauna, terraço, sala de estar, espaço comunitário e dormitórios para até oito pessoas. Além disso, o edifício vai produzir energia renovável a partir do vento e do sol e terá um gerador para suprir a demanda em caso de quedas de energia. Por estar em meio ao mar, o local será equipado com um tanque de esgoto, para impedir o descarte dos resíduos na natureza. 


Imagem; Divulgação

Redação CicloVivo

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.