Inicio Negócios Primeira Jornada ONE2030 aborda comunidades sustentáveis

Negócios

Primeira Jornada ONE2030 aborda comunidades sustentáveis

O evento em São Paulo reuniu cerca de 150 pessoas e discutiu soluções para grandes cidades com foco no ODS 11, da ONU.

24 de julho de 2017 • Atualizado às 12 : 21

Foto: Divulgação/ONE2030

Primeira Jornada ONE2030 aborda comunidades sustentáveis
273
0

A iniciativa brasileira ONE2030 lançada em março na sede das Nações Unidas, tem por objetivo realizar jornadas de debates sobre os temas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU. A primeira Jornada ONE2030, cujo tema foi o ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis, aconteceu em São Paulo e contou com a presença de cerca de 150 pessoas engajadas e preocupadas em encontrar soluções para o problema da falta de estrutura e de moradia nos grandes centros urbanos.

Este primeiro evento foi apresentado pela FUNASA (Fundação Nacional da saúde), SUS, Ministério da Saúde e apoio institucional da Prefeitura de São Paulo, Yunus Negócios Sociais, Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), e-Cycle e Campus Party.

André Carvalhal – Presidente da MCI Brasil

“Temos que nos reciclar o tempo todo e quando surgiu a ideia de criar o ONE2030 imediatamente me apaixonei, porque acredito que cada um pode fazer um pouco. Essa comunidade foi criada com o objetivo de unir pessoas e buscar soluções para tornar nossa vida melhor, principalmente para as próximas gerações”.

Gilberto Natalini – Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente da Prefeitura de SP

“Eu não sou especialista, mas gosto de praticar o ambientalismo. Por isso, divido as poluições existentes em São Paulo, em seis (ar, água, solo, sonora e climática), dessas, São Paulo é a campeã em todas! Temos que mudar isso. A secretaria tem trabalhado para diminuir essa distância, nosso desafio é melhorar esse quadro e precisamos de verbas para realizar as ações, se eu dependesse exclusivamente dos recursos destinados à pasta (0,3% do orçamento do munícipio) não faria nada. Então, iniciativas como as do ONE2030 são importantes, pois reúnem pessoas engajadas em buscar alternativas para todas essas problemáticas urbanas de formas criativas, inovadoras e com empreendedorismo”.

Gilberto Natalini – Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente da Prefeitura de SP

Rodrigo Sérgio Dias – Presidente da Funasa, Fundação Nacional de Saúde

“Um dos objetivos da Funasa é chegar em 2030 como referência no ramo de saneamento básico, não só no Brasil como no mundo, por isso, entendemos que a proposta do ONE2030 tem muita sinergia com nosso trabalho”.

Sobre o projeto Salta Z, que permite o tratamento de água a custo baixo. “São filtros portáteis de fácil instalação, manutenção e que qualquer pessoa pode manusear. Por enquanto instalaremos 500 mini-estações de tratamento de água. Por meio dessa nova tecnologia, vamos empoderar as comunidades treinando-as para a utilização da tecnologia”.

“Sem saneamento básico, não tem como tornar as cidades e comunidades mais sustentáveis e, essa é a nossa proposta. Como comparativo de que estamos no caminho certo, a cada R$ 1 investido em saneamento básico economizamos R$ 4, em atendimento nas redes públicas de saúde, por isso temos que continuar trabalhando e unindo esforços para oferecer melhores condições para a população”.

Claudia Pires idealizadora da iniciativa “So+Ma”

“Atuamos na mudança de atitude e empoderamento, valorizando o resíduo e, ao mesmo tempo, trazendo benefício real para o cidadão”.

“Por enquanto atuamos na região do Capão Redondo e Grajaú e já recebi relatos de moradores que economizaram 1/3 do salário da família com a ajuda das trocas.”

Matheus Cardoso – Fundador e CEO do Moradigna

“Nosso principal programa é o Reforma Express, onde reformamos casas sempre com foco na salubridade do ambiente, a família opta pelo ambiente que ela quer reformar, mas o mais importante é que estamos empoderando essas famílias, depois que elas percebem as melhorias, elas mesmas começar a querer reformar sozinhas, mudar as suas realidades”.

Matheus Cardoso – Fundador e CEO do Moradigna.

Daniela Cássia dos Santos – Prefeita da cidade de Monteiro Lobato

“Nosso objetivo geral é fazer com que a cidade seja reconhecida como uma das primeiras cidades, com população abaixo de 10.000 habitantes, Smart City. Pretendemos alcançar isso a partir de esforços do poder público, com a conversão de um modelo tradicional de cidade para e potencializando as características locais”.

Tulio Notini – Coordenador de Projetos Corporativos da Yunus Negócios Sociais apresentou dois programas da organização: a Aceleradora de Negócios Sociais e o Action Tank, este último lançado no Brasil, no ano passado com o objetivo de apoiar empresas que buscam desenvolver seus negócios sociais.

Carolina Guimarães – Coordenadora de Gestão do Conhecimento do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU Habitat)

“O grande destaque deste documento é que ele é uma extensão da agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável e orientado à ação, estabelece padrões globais para o sucesso do desenvolvimento urbano sustentável”.

Para saber mais sobre ONE2030 e participar das próximas jornadas acesse o site.

(273)

logo
Fechar
Abrir
logo