Inicio Meio Ambiente Curitiba vai espalhar abelhas sem ferrão em parques

Meio Ambiente

Curitiba vai espalhar abelhas sem ferrão em parques

Para polinização natural, a ideia é instalar os chamados Jardins do Mel.

5 de maio de 2017 • Atualizado às 18 : 17
Curitiba vai espalhar abelhas sem ferrão em parques

A ideia é criar um grande programa de polinização na cidade. | Foto: Divulgação

1.56K
0

O prefeito de Curitiba (PR), Rafael Greca, conheceu um projeto que promove a polinização natural na cidade e a educação ambiental dos estudantes das escolas municipais. A ideia prevê a instalação dos chamados Jardins do Mel em 15 parques e a produção de materiais didáticos para as crianças da rede municipal de ensino.

O professor mestre Felipe Thiago de Jesus, idealizador do projeto, apresentou ao prefeito o jogo didático que desenvolveu com o sócio, Meila Fabri. “A ideia da prefeitura é criar um grande programa de polinização da cidade e de difusão da importância da correção ambiental”, explicou Greca.

O prefeito destacou que a ação pretende disseminar abelhas de espécies nativas com ferrão atrofiado – não utilizado para a defesa. “Vamos viabilizar os Jardins do Mel nos parques da cidade, de maneira que cada um seja o centro de um raio de dois quilômetros, que é a autonomia de voo das abelhas”, confirmou. “Assim, a maior parte do território da cidade será polinizada de maneira natural e, com isso, teremos mais flores e mais frutas em Curitiba”, afirmou o prefeito.

Imagem: Divulgação

O professor Felipe Thiago de Jesus lembrou que há mais de 300 espécies de abelhas nativas no Brasil e que elas são as responsáveis por um terço do cultivo agrícola e por 90% da polinização das árvores nativas. “Cuidar das abelhas é cuidar da preservação de toda a biodiversidade da cidade”, disse.

 

 

(1563)

logo
Fechar
Abrir
logo