Inicio Meio Ambiente 8 principais causas do desmatamento no mundo

Meio Ambiente

8 principais causas do desmatamento no mundo

Conheça algumas razões para este grande problema ambiental.

7 de maio de 2014 • Atualizado às 08 : 00

Agricultores limpam a área, o que significa destruir e derrubar muitas árvores. | Foto: Ana Cotta/Flickr

8 principais causas do desmatamento no mundo
142.42K
0

O desmatamento é uma das principais causas do aquecimento global. Além disso, a perda das florestas é um dano que só aumenta a cada dia, principalmente em consequência das ações humanas. A Discovery Brasil separou uma lista com oito das principais causas para o desmatamento. Veja quais são elas:

1. Pecuária


Vicente Pinheiro/Flickr

O gado criado para a produção de carne em larga escala é um enorme agravante para o desmatamento. De acordo com um estudo divulgado em 2011 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), 62,2% dos 720 quilômetros de áreas desmatadas na floresta amazônica foram ocupados por pastagens. O mesmo cenário se repete em áreas da Mata Atlântica e de outros biomas essenciais para a biodiversidade brasileira a mundial.

2. Extração de madeira


Ana Cotta/Flickr

Se uma árvore pode levar centenas de anos para se desenvolver, sua derrubada pode ser feita em poucos segundos. Além de representar a redução da área florestada, cada árvore derrubada para ter sua madeira utilizada em outros fins, significa mais gás carbônico lançado na atmosfera.

Durante toda a sua vida, principalmente durante os primeiros estágios de seu desenvolvimento, uma árvore capta muito CO2 da atmosfera. No entanto, quando ela é destruída e não utilizada, o que acontece muito, ela se decompõe e volta a liberar gases de efeito estufa na atmosfera.

3. Agricultura


Sam Beebe/Flickr

O que acontece com a agricultura é bastante semelhante ao problema da pecuária. Para que uma área se torne própria ao plantio em escala comercial, os agricultores precisam primeiro “limpar a área”. Isso significa destruir e derrubar muitas árvores, prejudicando diretamente o ecossistema local. Outro problema é a monocultura, que acaba por tornar o solo improdutivo com o passar dos anos. Para mensurar isso é importante saber que o Brasil é responsável pela produção de 34% de toda a soja consumida no mundo.

4. Hidrelétricas


Thaysa Meirelles/Flickr

A energia hidrelétrica ainda é alvo de muita polêmica. Há quem a considere uma fonte de energia limpa, mas existem também diversos fatos que comprovam o enorme impacto social e ambiental que essas megaconstruções deixam nas regiões em que são instaladas. O desmatamento necessário para uma obra deste porte é enorme. Além disso, muita área florestada no entorno é represada para se tornar um enorme reservatório. Atualmente esta é a principal fonte de energia elétrica no Brasil.

5. Queimadas


Otávio Nogueira/Flickr

As queimadas podem ser ocasionadas por consequência natural ou por ação humana. Em ambos os casos, o impacto costuma ser grande. Dependendo do clima, focos de incêndio podem se alastras por grandes áreas em poucos segundos. O controle das queimadas também é muito difícil, principalmente porque, na maioria dos casos, elas ocorrem em área de floresta, cujo acesso é difícil e as dimensões são enorme, facilitando o alastramento do fogo.

6. Mineração


Nasa

A busca por minérios é algo que tem gerado impactos ambientais e desmatamentos há centenas de anos. Essa atividade requer a remoção de grandes áreas florestadas no seu entorno para a própria mineração e também para a construção de estradas e vias de acesso para o transporte das mercadorias.

7. Óleo de Palma


Maksim/cc

Além de ser usado como biocombustível, o óleo de palma também é item constante na indústria, principalmente no setor alimentício e de beleza. O desmatamento gerado para a extração no óleo de palma afeta diretamente espécies nativas da fauna e flora nas áreas em que a atividade ocorre. Todo esse impacto negativo já tornou o tema alvo de diversas campanhas do Greenpeace contra grandes corporações mundiais. A pegada de carbono do óleo de palma chega a ser cinco vezes maior que a do óleo diesel.

8. Expansão urbana


Júlio Boaro/Flickr 

É impossível dizer que o desmatamento gerado pela expansão urbana não é culpa dos seres humanos. Ao longo das últimas décadas a quantidade de pessoas que migraram do campo para as grandes cidades só cresceu e para abrigar todo esse contingente foram necessárias muitas mudanças, construções e quem sofreu com isso foram as florestas. Aproximadamente 50% da população mundial mora em regiões urbanizadas. O impacto disso é sentido diariamente na nossa própria pele.

Por Redação CicloVivo e Gabriel Tonobohn/Discovery

(142417)

logo
Fechar
Abrir
logo