- Publicidade -

A notícia cai como uma bomba para alguns, para outros nem tanto. A empresa Coca-Cola acaba de admitir que é responsável pela produção de três milhões de toneladas de embalagens plásticas anualmente. Isso equivalente a 200 mil garrafas por minuto. O dado consta no relatório internacional da Fundação Ellen MacArthur, que tem contribuições da ONU Meio Ambiente.

Entre outras informações, o documento traz a divulgação pública de empresas que apresentaram seus volumes anuais de produção e uso de embalagens plásticas. Isto é, os dados partem das próprias companhias que aceitaram integrar o documento e enviaram o conteúdo das informações reunidas no relatório intitulado “Nova Economia Plástica Compromisso Global”.

Os dados, referentes a 2017, chamaram atenção principalmente porque a Coca-Cola nunca havia fornecido esta informação e, além disso, segundo o The Guardian, já havia negado quando solicitado. Além dela, outras 30 empresas – entre elas Carrefour, Colgate Palmolive, Nestlé e Unilever -, também divulgaram seus volumes anuais de embalagens plásticas. Juntas, produzem oito milhões de toneladas de embalagens plásticas por ano.

- Publicidade -

Há ainda, outras tantas que seguem não divulgando publicamente seus números de produção plástica. São inclusas neste caso: Pepsi Co, H&M, L’Oréal, Walmart e Marks & Spencer.

Para a Fundação Ellen MacArthur, isso marca “um importante passo em direção a uma maior transparência”, mas que é preciso “mais ações para eliminar embalagens plásticas desnecessárias e modelos que reduzam a necessidade de embalagens descartáveis”. Saiba mais sobre a organização aqui.

O relatório completo (em inglês) traz inclusive uma página sobre São Paulo com metas de aumentar as taxas de coleta e reciclagem na cidade. Confira aqui.

- Publicidade -