Na natureza não existe lixo, todo o resíduo tem um propósito e um bom destino. Porém, nós simplesmente descartamos dia após dia recursos preciosos que poderiam se tornar alimento para o solo e ainda ajudar a cultivar comidas saudáveis e orgânicas. Foi pensando em introduzir a compostagem na vida das pessoas que o australiano Andrew De Vries, da Compost Central, desenvolveu o Subpod.

De Vries atua como designer ecológico há mais de trinta anos e, nos últimos oito anos, ele vem se dedicando a criar um sistema de compostagem eficiente, de baixa manutenção e fácil de usar. Outro pré-requisito é que o equipamento não fosse limitado à esfera residencial, podendo também ser utilizado em escolas, hotéis, cafés, condomínios, comunidades, entre outros.

Assim, o designer chegou ao resultado do Subpod. Uma caixa que fica semienterrada em canteiros e que potencializa ainda mais o sistema de compostagem por minhocas e micróbios, enquanto fertiliza o solo. O fato do módulo ficar semienterrado ajuda a manter a temperatura estável durante as diferentes estações, o que elimina possíveis odores, pragas ou até mesmo mortes em massa das minhocas por calor ou frio.

Como funciona a composteira Subpod
Como funciona o sistema de compostagem da Subpod | Imagem: Divulgação

Cada módulo do Subpod é capaz de compostar os restos de alimentos orgânicos de 4 a 6 pessoas, tornando-os em um rico nutriente para o solo. Os módulos podem ser conectados uns aos outros para processar um número ainda maior de resíduos. A caixa vem equipada com uma tampa que abre e fecha facilmente e ainda funciona como banco, podendo ser integrada facilmente ao paisagismo.

subpod - Habitat Byron Bay Community
Composteira instalada em um condomínio em Byron Bay, na Austrália

Como funciona

A composteira deve ser preferencialmente instalada dentro de um canteiro elevado, deixando apenas uma pequena parte para fora, que será responsável pela ventilação. Depois de colocar o composto com as minhocas, basta despejar os resíduos orgânicos e misturar com um aerador próprio para isso. As minhoquinhas e os microrganismos farão todo o trabalho naturalmente, garantindo que o solo do canteiro esteja adubado e aerado 24 horas por dia, sendo perfeito para o cultivo de uma horta orgânica.

A Subpod está em financiamento coletivo para que possa ser fabricada em larga escala, a pré-venda já está disponível no Indiegogo.

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.