A preocupação dos gregos em relação à crise econômica incentivou a população a descobrir formas alternativas de viver. O grupo conhecido como Free and Real é um dos exemplos de comunidades sustentáveis que estão crescendo no país.

Fundada na ilha de Evia, a Free and Real (Livre e Real, em tradução literal) é uma sociedade alternativa baseada em princípios de sustentabilidade. Ela é formada por dez moradores em tempo integral e mais de cem que residem no local parte do ano. 

Free and Real a sigla para o ideal: “Liberdade de recursos para todos, respeito, igualdade e aprendizado”. Foi baseado nestes valores que quatro jovens de Atenas criaram a comunidade.


Foto: Free and Real

Para o webdesigner Apostolos Sianos, um dos fundadores, a ideia inicial parecia difícil de colocar em prática, mas hoje ele não tem vontade nenhuma de voltar ao que era antes. "Quando tomei a decisão de abandonar a cidade e morar neste pedaço de terra, fiquei um pouco nervoso. Mas agora não consigo me imaginar naquele estilo de vida outra vez", disse à BBC.


Foto: Free and Real

Além do conforto, Sianos teve de abdicar de seu emprego. Para sobreviverem, os moradores se alimentam da comida produzida por eles mesmos. Na comunidade não há energia elétrica e eles moram em cabanas comunitárias também construídas pelos próprios moradores. Todo o excedente da produção é trocado em um o vilarejo por produtos de que necessitem. É como se voltassem ao tempo em que a economia era baseada no escambo.


Foto: Free and Real

A ideia de criar a Free and Real surgiu em 2008 em um fórum da internet. Para os jovens fundadores, a Grécia já estava em crise na área da educação, no sistema de saúde e meio ambiente.


Foto: Free and Real

Com o agravamento do problema econômico, que ganhou destaque em 2010, o estilo de vida alternativo tem sido mais procurado. Muitos interessados buscam a Free and Real para aprender técnicas de vida sustentáveis e saber mais sobre agricultura orgânica.


Foto: Free and Real

"A crise financeira grega está dando uma enorme oportunidade às pessoas para verem que o sistema em que vivem não está funcionando, então podem começar a procurar alternativas", acredita Sianos.

Outro grupo de destaque na Grécia é a Associação dos Desempregados. Os integrantes lutam por melhores condições fazendo passeatas e protestos. Eles também dão apoio psicológico aos desempregados e distribuem cestas básicas para famílias em dificuldades.

A associação surgiu na ilha de Creta e desde a sua fundação, em 2010, iniciativas semelhantes têm aparecido. Algumas das reivindicações são para que os desempregados tenham descontos nas contas de luz e telefone e transporte gratuito.

Nikos Karantinakis é o diretor da associação. Ele também passa dificuldades e precisa de auxílio para sustentar a família, uma vez que o que produz em seu jardim não é suficiente para sua família, composta por pai, mãe e noiva. "Se o governo não nos ajuda, temos que lutar", afirmou à BBC. Com informações do G1.

Redação CicloVivo

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.