Inicio Meio Ambiente Universalização do saneamento traria R$ 537 bilhões ao país em 20 anos

Meio Ambiente

Universalização do saneamento traria R$ 537 bilhões ao país em 20 anos

Retorno social sobre investimento na área de saneamento é de 70%.

24 de julho de 2017 • Atualizado às 14 : 40

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Universalização do saneamento traria R$ 537 bilhões ao país em 20 anos
1.03K
0

Estudo conduzido pelo Instituto Trata Brasil mostra que, em 20 anos (2015 a 2035), o retorno sobre o investimento necessário para universalizar o saneamento básico no Brasil chegaria a R$ 537 bilhões. Este número já leva em conta o valor do investimento em si, que fica em cerca de R$ 16 bilhões ao ano, ou R$ 317 bilhões no período. Isso significa que, para cada R$ 1 mil investidos na expansão da infraestrutura de saneamento do país, R$ 1,7 mil voltam para a economia. Trata-se, portanto, de um investimento com taxa retorno de incríveis 70%.

Este retorno se traduz em benefícios para diversas áreas econômicas e sociais do país. A pesquisa detalha esses impactos positivos em áreas como renda, emprego, saúde, produtividade do trabalho, escolaridade do trabalhador e valorização imobiliária, entre outros. Com a universalização, só os ganhos em produtividade até 2035 devem bater os R$ 82,9 bilhões, o que equivale a um ganho de renda de R$ 4,1 bilhões anuais. Na saúde, a economia com a redução no número de afastamentos e internações até 2035 chegaria aos R$ 7,2 bilhões

Ganhos

O levantamento também trouxe números sobre a expansão do acesso, pela população brasileira, aos serviços de saneamento entre 2005 e 2015. De acordo com os números, nestes 10 anos, a parcela da população brasileira com acesso aos serviços de distribuição de água tratada passou de 81,7% para 83,3% – uma alta de 1,6 ponto percentual, o que representa um incremento de 26,4 milhões no número de de brasileiros com acesso a esses serviços. Quando o assunto é coleta de esgoto, a variação é mais expressiva. Entre 2005 e 2015, a parcela da população com acesso a estes serviços passou de 39,5% para 50,3% – uma alta 10,8 pontos percentuais, o que representa um incremento de 35,2 milhões no número de brasileiros com acesso a estes serviços.

A íntegra do estudo “Benefícios Econômicos e Sociais da Expansão do Saneamento Brasileiro” pode ser conferida aqui.

(1034)

logo
Fechar
Abrir
logo