Inicio Cidadania Litro de luz leva iluminação por meio de energia solar a comunidades na Amazônia

Cidadania

Litro de luz leva iluminação por meio de energia solar a comunidades na Amazônia

ONG levará cerca de 100 postes e 100 lampiões para beneficiar mais de 800 pessoas que vivem na região.

3 de março de 2017 • Atualizado às 13 : 11
Litro de luz leva iluminação por meio de energia solar a comunidades na Amazônia

As comunidades selecionadas não possuem rede elétrica. | Foto: Reprodução/Youtube

5.94K
0

O Litro de Luz, a ONG já premiada internacionalmente com o World Habitat Awards 2015 da ONU e o prêmio NOBEL de Energia Sustentável, o Zayed Energy Prize, agora vai iluminar a Amazônia. Representante oficial do movimento global Liter of Light no Brasil, a entidade levará cerca de 100 postes e 100 lampiões que funcionam por meio de energia solar para beneficiar mais de 800 pessoas que vivem em sete comunidades ribeirinhas região de Caapiranga, a 145km de Manaus.

Entre os dias 11 e 19 de março, cerca de 60 voluntários se dividirão em sete comunidades, trabalhando junto com os moradores na construção das soluções de iluminação. As famílias aprenderão a construir o poste para áreas externas e o lampião para ser usado dentro de casa. Além disso, parte da comunidade também será ensinada a realizar a manutenção de ambos.

“As comunidades selecionadas não possuem rede elétrica, somente um gerador que funciona aproximadamente das 18h às 21h e que depende do fornecimento do diesel da prefeitura ou da renda dos moradores no mês”, conta Lais Higashi, presidente do Litro de Luz Brasil.

Para financiar o projeto, o Litro de Luz conta com a verba recebida pelo Prêmio St Andrews Prize For The Environment, da Universidade St Andrews na Escócia. Serão cerca de US$ 100 mil dólares, investidos na logística e preparação da ação e nas soluções ecológicas e economicamente sustentáveis com o uso de garrafas pet para combater a falta de iluminação na região.

Durante a primeira parte do projeto, realizada em setembro de 2016, voluntários ficaram três dias na região para ensinar aos moradores como produzir e utilizar as soluções para iluminação. “Iniciamos nosso projeto no ano passado formando embaixadores nas sete comunidades ribeirinhas, identificando e capacitando líderes locais que hoje são os nossos principais contatos e técnicos em suas comunidades”, completa Laís.

Para mais informações acesse o site.

(5941)

logo
Fechar
Abrir
logo