Inicio Cidadania Horta educativa muda hábitos de crianças em escolas municipais de SP

Cidadania

Horta educativa muda hábitos de crianças em escolas municipais de SP

As crianças têm contato com os alimentos em todas as suas etapas.

10 de maio de 2016 • Atualizado às 00 : 10

Foto: Everaldo Silva

Horta educativa muda hábitos de crianças em escolas municipais de SP
5.90K
0

O município de Embu das Artes, na grande São Paulo, tem vivenciado uma verdadeira revolução alimentar proporcionada pelas hortas escolares. Através do projeto Hortas Educativas, do Fundo Social de Solidariedade de Embu das Artes, junto com a prefeitura local, professores foram capacitados e algumas escolas já receberam estrutura para iniciar o plantio de alimentos com os alunos da educação infantil.

“O projeto da Horta Educativa veio para implementar os projetos de horta que algumas escolas já desenvolvem no município, trazendo material prático e didático. As crianças estão aprendendo a fazer o processo desde o início, que é fazer as mudas, plantá-las e colhe-las. O que notamos é que houve uma mudança de hábito das crianças que hoje pedem verduras e legumes em casa”, disse a presidente do Fundo, Daniela Santos de Almeida Brito, durante visita a uma das escolas beneficiadas pelo projeto.

Os educadores passaram por formação para atuar no projeto e as escolas participantes receberam o Kit Horta com ferramentas, sementes e apostilas, incluindo um Caderno de Atividades para cada criança, Caderno do Educador, Caderno do Cuidador da Horta e Caderno da Família, onde o aluno faz atividades em casa com os pais e responsáveis. A previsão é que, em 2017, 42 escolas da rede municipal de ensino integrem o projeto.

“Como as crianças comentam muito esse tipo de atividade, os pais, mesmo que tenham alguma resistência em vir à escola, eles vêm. Isso também melhora a socialização durante a refeição, pois todos se sentam à mesa e conversam. Isso é educativo no mundo inteiro, pois é o momento onde se trocam valores. Acho isso fantástico”, falou o secretário de Educação, Paulo Vicente dos Reis.

A diretora da E.M. Maria Iluminata, Maria de Lourdes Ferreira, afirma que houve uma mudança no hábito alimentar das crianças: “Eles colhem, levam para a cozinha da escola e fazem com a professora uma receita. Depois, recebemos os relatos das mães dizendo que as crianças pediram em casa para repetir a receita da escola, com legumes e verduras”.

Da Prefeitura de Embu das Artes

(5898)

logo
Fechar
Abrir
logo