Inicio Tecnologia Estudantes brasileiros criam sistema que descontamina água usando sementes de moringa

Tecnologia

Estudantes brasileiros criam sistema que descontamina água usando sementes de moringa

A dupla de estudantes, que tem 15 e 18 anos, está entre os finalistas do Google Science Fair.

13 de julho de 2016 • Atualizado às 19 : 02

A Moringa oleífera é um planta local, com poder para filtrar água. | Foto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ac%C3%A1cia-branca#/media/File:Moringa_flower_5.jpg

Estudantes brasileiros criam sistema que descontamina água usando sementes de moringa
8.04K
0

O Prêmio Impacto na Comunidade, promovido pela Google Science Fair – competição online e global de ciência e tecnologia voltada a jovens entre 13 e 18 anos – acaba de divulgar seus projetos finalistas.  São cinco regiões participantes: África e Oriente Médio, Pacífico Asiático, Europa, América Latina e América do Norte. Entre os cinco estudos finalistas da América Latina está o projeto desenvolvido por estudantes brasileiros do Sistema Ari de Sá, em Fortaleza, Ceará.

João Gabriel Stefani Antunes, de 15 anos, cursa a 1ª série do Ensino Médio, além de curso preparatório para o vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), já Letícia Pereira de Souza, de 18 anos, concluiu os estudos escolares no Colégio Ari de Sá em 2015 e hoje cursa a Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Juntos eles pesquisaram sobre o uso da semente da Moringa oleífera – uma planta local – na filtração de águas contaminadas com o intuito de encontrar uma alternativa acessível para a recuperação da água poluída por produtos químicos, situação bastante comum em comunidades brasileiras.

No projeto intitulado “Semente Mágica – Transformando água contaminada em água potável”, João Gabriel e Letícia chegaram à conclusão de que a semente de Moringa pode descontaminar a água num processo de filtragem biodegradável e, ainda, contribuir com o controle de doenças causadas por saneamento básico precário a partir de uma técnica de baixo custo.

Os vencedores regionais do concurso receberão um auxílio de mil dólares e a oportunidade de passar um ano na monitoria de uma organização parceira da Google Science Fair. Além disso, cada ganhador será convidado para o evento Finalistas Globais, que acontecerá em setembro, na Califórnia (EUA).

(8038)

logo
Fechar
Abrir
logo