Inicio Desenvolvimento Câmara de SP aprova lei que proíbe glifosato e outros elementos em agrotóxicos

Desenvolvimento

Câmara de SP aprova lei que proíbe glifosato e outros elementos em agrotóxicos

O PL proíbe o uso de agrotóxicos que contenham em sua composição 20 tipos diferentes de princípios ativos.

13 de dezembro de 2016 • Atualizado às 10 : 42
Câmara de SP aprova lei que proíbe glifosato e outros elementos em agrotóxicos

A lei determina que o município deve ter programas que incentivem e estimulem a produção de alimentos orgânicos. | Foto: iStock by Getty Images

3.80K
0

A Câmara dos Vereadores de São Paulo aprovou, na última semana, o PL 891/2013, que proíbe o uso de agrotóxicos que contenham em sua composição 20 tipos diferentes de princípios ativos. Entre os elementos vetados, está o glifosato, um dos químicos mais comuns no país.

Conforme descrito no artigo 1o da lei, “ficam proibidos na cidade de São Paulo o uso e a comercialização de agrotóxicos que apresentem em sua composição os seguintes princípios ativos: abamectina, acefato, benomil, carbofurano, cihexatina, endossulfam, forato, fosmete, glifosato, heptacloro, lactofem, lindano, metamidofós, monocrotofós, paraquate, parationa metílica, pentaclorofenol, tiram, triclorfom e qualquer substância do grupo químico dos organoclorados e que tenha sido banida em seu país de origem”.

A proposta ainda determina que os detentores de estoques de agrotóxicos fabricados com as substâncias proibidas sejam obrigados a devolver os materiais aos fabricantes. A Prefeitura e os órgão competentes ficam incumbidos de fiscalizar, garantir o recolhimento e a destinação adequada desses produtos.

Para avaliar o impacto destes elementos na saúde humana, o Projeto de Lei também obriga que todos os casos de doenças ou óbitos consequentes do uso de agrotóxicos sejam informados à Prefeitura de São Paulo.

Como medida para reduzir o uso de pesticidas nos cultivos, o PL também informa que o município deve ter programas que incentivem e estimulem a produção de alimentos orgânicos.

O Projeto de Lei é de autoria dos veradores Toninho Vespoli (PSOL), Nabil Bonduki (PT), Natalini (PV) e Ricardo Young (REDE). O PL está agora em fase de discussão 2 e após isso deve ser encaminhada à sanção do prefeito.

Clique aqui para ler o Projeto de Lei na íntegra.

Redação CicloVivo

(3797)

logo
Fechar
Abrir
logo