Inicio Tecnologia Australianos criam lixeira sustentável que promete limpar os oceanos

Tecnologia

Australianos criam lixeira sustentável que promete limpar os oceanos

Todos os resíduos presentes na superfície do mar são sugados pelo sistema e ficam presos em uma tela de retenção.

22 de março de 2016 • Atualizado às 14 : 50
Australianos criam lixeira sustentável que promete limpar os oceanos

O equipamento é ideal para limpar a superfície das áreas com águas calmas. | Foto: Divulgação

11.62K
1

O plástico nos oceanos é um dos grandes problemas ambientais do mundo. Além de contaminar a água, esses resíduos oferecem grande perigo às espécies marinhas. Existem diversos projetos com tecnologias desenvolvidas para limpar os oceanos, o Seabin é um desses. Criado pelos australianos Andrew Turton e Pete Ceglinski, o sistema funciona de maneira simples e eficiente para retirar o lixo das superfícies.

lixeira do mar

Foto: Divulgação

Como seu nome já diz, o Seabin funciona como uma lixeira do mar. Os inventores acreditam que ela seja uma opção bastante eficiente para áreas próximas à terra, mas com muitas embarcações e pessoas, como marinas e clubes de iate.

Semelhante a uma lata de lixo, a Seabin é equipada com um reservatório e ligada a uma bomba, que suga a água e depois a devolve ao mar. Todos os resíduos presentes na superfície do mar são sugados pelo sistema e ficam presos em uma tela de retenção, até mesmo o óleo das embarcações é retirado no processo. De maneira simples, é como se um ralo sugasse a água, peneirando os detritos encontrados no caminho.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Os australianos já desenvolveram um protótipo da Seabin e fizeram os testes para comprovar sua eficiência. O equipamento, feito com materiais sustentáveis, consegue limpar a superfície das áreas com águas calmas, sem causar qualquer tipo de risco às espécies marinhas da região.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para que o sistema seja produzido em larga escala, os inventores estão em busca de financiamento coletivo através do site Indiegogo. Clique aqui para acessar os detalhes deste projeto.

Redação CicloVivo

(11619)

logo
Fechar
Abrir
logo