Uma startup brasileira chamada SysHaus, em parceria com o arquiteto Arthur Casas, desenvolveu o projeto de uma casa sustentável e inteligente que fica pronta na metade do tempo de obras comuns. O projeto da startup especializada em imóveis de alto padrão é feito somente com peças de materiais reciclados, como alumínio e MDF. Além disso, a casa não produz resíduos nem desperdício de água.

O material de construção da residência é pré-fabricado e isso garante que o tempo de montagem do imóvel seja menor que o das construções padrões brasileiras. Ao todo são seis meses, três meses de fabricação e outros três de montagem.

Casa autossuficiente

A casa da SysHaus é equipada com placas solares para produção de parte de toda energia que utiliza. Também tem um sistema de captação e reúso da água da chuva e um biodigestor que transforma o lixo orgânico em gás para abastecer a cozinha e a lareira do imóvel.

Foto: Filippo Bamberghi/Reprodução

De acordo com a startup, outros projetos podem ser modificados conforme as especificações do arquiteto responsável. É possível, por exemplo, que a casa seja equipada com mais placas solares para que a necessidade energética do imóvel seja suprida totalmente por esta fonte.

Acessórios inteligentes

Outras adaptações adicionais possíveis são ar condicionado ou piso com aquecimento e instalações de funções inteligente, como iluminação ou fechaduras controladas à distância e até mesmo a instalação de assistentes virtuais inteligentes. Essas customizações extras vão depender também do investimento do proprietário, já que cada m² dos projetos podem variar de 6 a 12 mil reais.

Outros modelos

O primeiro modelo da SysHaus foi desenvolvido pelo arquiteto Arthur Casas, que concordou em entregar outros cinco modelos do projeto até 2019. Segundo Beto Cabariti, engenheiro e presidente da startup, eles estão trabalhando para firmar parceria com outros arquitetos para desenvolver outros modelos no projeto da casa inteligente.

Emily Santos é aluna de Jornalismo, tem paixão por animais, pela natureza e por livros. Caçula de seis irmãos, criada na Bahia, ela retornou à metrópole paulistana para cursar faculdade e descobrir novos horizontes.