Passo a passo para montar um jardim vertical

Com um jardim vertical é possível cultivar plantas, temperos e hortaliças em pequenos espaços, aproveitando as paredes
Por
19 de fevereiro de 2021

O contato com a natureza reduz o estresse e ter plantas em casa também ajuda a reduzir a temperatura – além de deixar qualquer ambiente mais bonito!  Estudo comprovam que ter plantas por perto ajuda no controle da ansiedade e pode inclusive tornar o home office mais produtivo.

Mas, mesmo quem mora em casa, nem sempre tem espaço disponível para um jardim com gramado e vasos. Em apartamento, o desafio de conviver com mais “verde” se torna ainda maior. Nesse contexto, os jardins verticais podem ser instalados com  diversos tipos de plantas, temperos e hortaliças em sacadas, salas, quartos ou escritórios.

O que você precisa para um jardim vertical?

Segundo o engenheiro agrônomo João Manuel Feijó, da Ecotelhado, os jardins verticais podem ser instaladas em qualquer parede ensolarada ou com iluminação indireta. Cada floreira tem 0,45 largura X 0,10 de altura e 0,12 de profundidade e pode receber diversos tipos de vegetação, de plantas aromáticas e flores a ervas e temperos.

O segredo é escolher as plantas certas e não deixar faltar água ou molhar em excesso. Para ambientes expostos ao sol, ele sugere aspargos, lambari roxo, e dólar, por exemplo. Internamente, a samambaia e Zamioculcas costumam se dar muito bem. O Tapete Inglês é uma linda espécie e tem uma excelente adaptação aos ambientes, tanto no sol quanto em meia sombra. Suas flores estão presentes em quase todo o ano e ganham destaque no verão.

“Lembrando que, assim como nós, as plantas são seres vivos que precisam de cuidado. A vegetação se manterá saudável se receber atenção. Garanta que as necessidades de luz, água, poda e nutrientes sejam supridas e ela durará por muito tempo”, ressalta João, que é especialista em Design Biofílico.

Faça você mesmo

Uma alternativa para quem deseja fazer o jardim vertical é utilizar floreiras de plástico 100% reciclado. A Ecotelhado tem um sistema chamado Mamute que é instalado em suportes de aço galvanizados. Possuem um reservatório de água com aberturas na parte inferior, por onde passa o excedente de água para a irrigação de todas as outras jardineiras da coluna. Isso facilita o crescimento das raízes e a manutenção saudável das plantas.

Passo a passo para a montar seu jardim vertical

1˚ – Para medir a distância exata para fixação dos suportes na parede, encaixe uma floreira nos suportes e marque com lápis o local exato de fixação dos 4 parafusos (um parafuso em cada extremidade dos suportes). A distância horizontal entre os furos será de 45 cm e a distância vertical entre os furos será de 25 cm.

2˚ – Com uma furadeira, fure a parede nos pontos marcados e encaixe as buchas

Foto: Ecotelhado
Foto: Ecotelhado

3˚ – Segure os suportes e encaixe os parafusos, fixando-os na parede;

4˚  – Coloque as mudas de plantas nas floreiras, completando-as com substrato leve (argila expandida, chips de coco ou fibras de coco. 

Foto: Ecotelhado
Foto: Ecotelhado

5˚ – Encaixe as floreiras já vegetadas nos suportes. Comece a encaixar pelo último gancho e encaixe uma floreira a cada 3 ganchos.

6˚ – Seu jardim vertical está pronto!

Foto: Ecotelhado
Foto: Ecotelhado