- Publicidade -

40% da energia consumida no Walmart serão de fontes renováveis

- Publicidade -

O Walmart tem a meta global de aumentar em 600% a utilização de energia renovável em sua operação até 2020. No Brasil, 61 unidades já são alimentadas exclusivamente com energia limpa, através de contratos de compra no mercado livre. Até o final deste ano, 40% da energia consumida pela operação no Brasil serão de fontes renováveis, ou seja, serão quase 100 unidades abastecidas com energia como eólica, de centrais hidrelétricas ‘verdes’ e de biomassa.

Com a iniciativa, somente no ano passado, o Walmart deixou de emitir mais de cinco toneladas de CO2 no meio ambiente e mais de 40 mil árvores foram preservadas. Esse projeto teve início em 2012 com 49 hipermercados em todo o Brasil. Neste ano, 12 lojas passaram a consumir energia do mercado livre. Até 2020, a meta do Walmart Brasil é ter 50%, do total da energia consumida pelo Walmart, como origem a energia renovável.

Investimento em alta eficiência energética

- Publicidade -

Além da utilização de energia renovável, faz parte das metas no país investir para aumentar a eficiência energética de suas unidades. Serão investidos no Brasil 34 milhões de dólares em equipamentos de alta eficiência energética (investimento equivalente a inaugurações de dois hipermercados).

Faz parte deste investimento a adoção da tecnologia LED. Neste ano, 60 lojas passarão a contar com o sistema de iluminação LED. Até 2015, serão 200 lojas. Esse investimento será em todos os hipermercados (Walmart, Big e Bompreço). As lojas com a tecnologia LED passarão a economizar até 17% de energia.

As seções de frio alimentar (alimentos refrigerados e congelados) de um hipermercado são responsáveis por consumir mais de 40% do total de energia da loja. Para reduzir o consumo e garantir um uso mais eficiente, uma das estratégias será instalar portas nos refrigeradores com iluminação LED.

Neste ano serão 34 lojas e até 2015, 301 lojas. No México, esse projeto comprova que é possível reduzir o consumo de energia em 15% com a ação. Refrigeradores antigos também serão substituídos por novos já equipados com portas.

A revisão de todo o sistema e a implantação de novos ar condicionado nas lojas também fazem parte do projeto. Com essas iniciativas, a expectativa da empresa é reduzir no mínimo 12% o consumo de energia por metro quadrado até 2020.

- Publicidade -

Ao navegar neste site você concorda com a nossa Política de Privacidade e uso de cookies para melhorar a sua experiência.

Ok