- Publicidade -
Início Planeta Meio Ambiente

Protestos contra a exploração da Petrobras na Nova Zelândia

- Publicidade -

O acordo firmado entre a Petrobras e o governo da Nova Zelândia, que permite a exploração de hidrocarbonetos por parte da empresa brasileira, tem gerado reivindicações. No último final de semana, centenas de pessoas protestaram ao longo de 180 quilômetros da costa neozelandesa.

No início do mês, a Petrobras assinou um acordo que lhe dá direito à exploração de petróleo durante cinco anos, em 12.300 quilômetros quadrados da zona marítima da Nova Zelândia.

Os protestantes acenderam fogueiras na região de East Cape. Os representantes indígenas, principais habitantes da região, se sentem ameaçados e temerosos de que aconteça no país algum acidente parecido com o ocorrido no Golfo do México. Por isso, se mostram dispostos a organizar mobilizações até que o governo revogue a decisão.

- Publicidade -

A Petrobras foi a vencedora de uma licitação promovida pelo governo da Nova Zelândia, em janeiro de 2010. Foi dessa forma que a empresa adquiriu o direito à exploração.  

Informações: Portal Exame

- Publicidade -

Ao navegar neste site você concorda com a nossa Política de Privacidade e uso de cookies para melhorar a sua experiência.

Ok
Sair da versão mobile