- Publicidade -

Turbinas usam vento produzido por veículos para gerar energia

Equipamentos são projetados para instalação em postes de iluminação e serão testados na Inglaterra

turbinas postes
Turbinas serão testadas em postes de estradas na Inglaterra. Foto: SWNS
- Publicidade -

Turbinas que geram energia estão sendo instaladas em postes de autoestradas na Inglaterra. A grande inovação é o design do equipamento, que aproveita o vento produzido pela movimentação dos veículos para fazer as pás rodarem e produzirem eletricidade – sem a dependência de vento natural.

Barry Thompson, é o CEO da Alpha 311, empresa que desenvolveu o projeto. Ele garante que a solução é inédita e pode ser uma resposta para gerar grande quantidade de energia renovável. Segundo a fabricante, as turbina acopladas a postes em um rodovia poderiam gerar, em conjunto, cerca de pode 6MW – o suficiente para abastecer uma pequena comunidade.

A casa de Barry Thompson é abastecida com eletricidade de protótipos da turbina. “Quando você está ao lado de uma rodovia e passa um caminhão, dá para sentir o ar que ele movimenta. Nós captamos a energia deste vento”, explica ele.

- Publicidade -

Como exemplo, o CEO cita a Thanet Way, estrada com menos de 30 quilômetros de extensão que tem 1.114 postes de iluminação.  As turbinas poderiam ser instaladas na parte central da rodovia e aproveitar o vento Gerado pelos carros que passam nas duas direções.

“A geração de energia usaria a infraestrutura que já existe no local”, explica Thompson. “Não estamos colocando turbinas enormes na paisagem, estamos aproveitando o que está disponível”.

Com apenas 2 metros de altura, cada turbina gera a mesma quantidade de eletricidade que 21 metros quadrados de painéis solares. A empresa afirma que o tamanho dos equipamentos pode ser reduzido com o desenvolvimento do projeto.

No vídeo abaixo (em inglês) você pode conferir como as turbinas funcionam.

- Publicidade -

Ao navegar neste site você concorda com a nossa Política de Privacidade e uso de cookies para melhorar a sua experiência.

Ok