Ícone do site

Projeto vai levar energia solar gratuita a famílias do Jalapão

Iniciativa reúne 50 empresas investidoras para construção de usina em São Félix do Tocantins.

Published 01/09/2021
usina Jalapão

Foto: A. Duarte | Flickr

Cerca de 50 empresas investidoras estão envolvidas no projeto de construção da nova usina de energia solar do estado do Tocantins. A cerimônia de inauguração da pedra angular da usina de 2.5MW de São Félix do Tocantins, projeto filantrópico das empresas de energia zMatch e 77Sol, aconteceu na última quinta-feira (26). 

A usina vai abastecer gratuitamente as 1.600 casas das famílias que moram no município, que fica dentro do Parque Estadual do Jalapão. Além de energia a custo zero para os moradores de São Félix do Tocantins, o projeto vai gerar 40 empregos diretos, e mais uma centena de indiretos. Não à toa, o projeto será erguido em área pública cedida pelo município.

A companhia Huawei, que está entre as apoiadoras, vai entrar no projeto juntamente com duas de suas empresas parceiras do segmento de energia, a HDT Energy e a WDC Solar. A contribuição desse grupo para a usina será por meio de doações de inversores fotovoltaicos, solução que irá converter e armazenar a energia captada pelos painéis solares da usina.

“O projeto da 77Sol e da zMatch é uma grande oportunidade para ampliarmos um dos pilares da Huawei, que é inovação atrelada a sustentabilidade. Alinhado à nossa missão contínua de impactar positivamente o Brasil, o projeto ainda ajuda na geração de emprego e renda do município. Essa usina é mais uma ferramenta para o desenvolvimento local”, detalhou Mason Qing, presidente da Huawei Digital Power no Brasil.

O CEO da 77Sol, Luca Milani, explica que a usina vai ocupar quatro hectares do município. “Esse projeto vai levar energia limpa para mais de três mil moradores. Se fosse a construção de usina de energia não-renovável para abastecer essa população, seriam lançados mais de três mil toneladas de carbono na atmosfera. Além disso, a iniciativa ainda irá gerar empregos diretos e indiretos para uma região que tanto precisa. Ou seja: ninguém sai perdendo”, afirmou.

Já Sylvio de Barros, CEO da zMatch, acredita que a usina solar de São Félix do Tocantins deve levar ainda mais desenvolvimento para a região. Barros explica que 20% da receita gerada no evento zMatch City foi investida no projeto “e isso ocorrerá em todas as próximas edições, para viabilizar o mais rápido possível o início das operações da usina que, sem dúvida alguma, trará mais qualidade de vida a população”.