- Publicidade -

Natura e Avon vão testar entregas com o uso de drones

Tecnologia pode otimizar os prazos de entrega e contribuir com a redução da pegada de carbono

drones entregas Natura
Foto: Guilherme Missumi
- Publicidade -

A Natura e a Avon, duas empresas do grupo Natura &Co, vão iniciar uma etapa de testes técnicos para a realização de entregas de produtos das marcas por meio de drones. Com a nova tecnologia, as empresas buscam melhorar a experiência de entrega para as consultoras e representantes.

Outra vantagem da tecnologia é não gerar emissões de gases de efeito estufa, indo de encontro a meta do grupo de atingir zero emissões líquidas de carbono até 2030 para suas quatro marcas: Avon, Natura, The Body Shop e Aesop.

Para o projeto, foi firmada uma parceria com a startup brasileira Speedbird Aero, primeira empresa a receber o CAVE (Certificado de Autorização de Voo Experimental) pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), no ano passado. Os testes técnicos já começaram e o processo de autorização da ANAC para a execução do projeto piloto de entrega em condições reais já está encaminhado.

- Publicidade -

A previsão é que as entregas no projeto piloto sejam realizadas em um raio de até 200km já no primeiro trimestre de 2022, buscando realizar entregas de forma ágil e segura em locais mais afastados ou de difícil acesso.

Entregas com drones

A tecnologia de drone para fazer entregas de produtos de primeira necessidade e de bens de consumo já é uma realidade em diversas partes do mundo, como Ruanda e Gana, onde os drones permitem distribuir doações de sangue.

Em países como Finlândia, Islândia, Suíça, China, Japão e Estados Unidos, drones estão sendo utilizados para entregas de varejo, alimentos e medicamentos.

Além da redução significativa no tempo de entrega, outra vantagem dessa modalidade é o baixo impacto ambiental, uma das grandes prioridades no modelo de negócio das marcas do grupo Natura &Co.

“É fundamental investirmos em soluções de entrega que não gerem emissões na nossa cadeia logística, como os drones, em linha com a nossa aspiração de sermos o melhor grupo de beleza para o mundo”, afirma Leonardo Romano, diretor de Supply Chain e Inovação Logística de Natura &Co.

“A logística através dos drones irá habilitar rotas de entrega em tempos muito curtos, com baixo custo e baixo impacto ambiental.”

Leonardo Romano, diretor de Supply Chain e Inovação Logística de Natura &Co

Para Manoel Coelho, CEO e fundador da Speedbird, o projeto com Natura e Avon permitirá testar o modelo de entrega em uma escala mais ampla de operação. “Somos pioneiros no Brasil em obter a certificação da ANAC para testar o modelo em condições reais de operação e na parceria com a Natura &Co será interessante observar que, ainda que feito em maior escala, o drone delivery seguirá sendo uma opção segura e viável”, assegura Coelho.

Veja também:

Drones podem plantar árvores e reflorestar o planeta

Drones estão ajudando a coletar lixo nos oceanos

- Publicidade -

Ao navegar neste site você concorda com a nossa Política de Privacidade e uso de cookies para melhorar a sua experiência.

Ok