- Publicidade -
Início Inovação Inspiração

Pesca ao plástico retira 5 toneladas de resíduos do mar

Competição entre pescadores para ver quem recolhia mais plástico teve torneios no Brasil, México, China e Israel

pesca ao plástico
Foto: Rafael Guedes
- Publicidade -

Uma competição inusitada envolveu pescadores de diversas regiões do mundo: durante um dia os barcos iam para o mar para trazer plástico, e não peixes, para a praia. A iniciativa global da cerveja Corona, contribuiu com o resgate de mais de 5 toneladas de plástico do mar até agora, com etapas do Torneio de Pesca ao Plástico realizadas no México, em 2021, no Brasil, na China e Israel, em 2022, e com previsão de eventos na Colômbia e África do Sul, ainda este ano.

Foto: Divulgação | Corona

No Brasil, o torneio aconteceu em fevereiro em Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, com o apoio da ONG Guardiões do Mar e a participação de 55 pescadores. E a maior vitória da natureza com a retirada, em um único dia, mais de 1 tonelada de resíduos que prejudicam a vida marinha foram retirados do mar, sendo metade só de plástico. 

Pescadores da Associação dos Pescadores e Maricultores (APMPC), comunidade localizada na Praia da Cocanha, em Caraguatatuba (SP), durante o Torneio promovido em fevereiro | Créditos: Rafael Guedes

Ao redor do mundo, o projeto contou com a ajuda de 150 pescadores durante 15 horas. o projeto faz parte de uma iniciativa global realizada em todo o mundo em parceria com pescadores locais pela retirada de plástico do mar, conscientizando a sociedade sobre a poluição marinha, protegendo o meio ambiente e beneficiando economicamente as comunidades envolvidas.

- Publicidade -

Além da premiação para os três primeiros colocados em retirada de resíduos do mar, todos os participantes receberam o equivalente a um dia de trabalho e um valor adicional por cada quilo de plástico coletado.

Fotos: Rafael Guedes

Em Caraguatatuba, a comunidade foi beneficiada com reforma do principal galpão local. O espaço, localizado na Praia da Cocanha, funciona como depósito para os barcos e demais ferramentas de trabalho dos pescadores centro cultural e centro cultural.

Plástico nos oceanos

Segundo o Fórum Econômico Mundial, estima-se que até 2050 haverá mais plástico do que peixes no mar. “A poluição dos oceanos em todo o mundo é alarmante e Corona continua buscando formas de expandir seus esforços pela proteção e preservação desses paraísos naturais, pelo Brasil e mundo”, conta João Pedro Zattar, head de marketing de Corona.

Barco carregado de plástico no México, onde aconteceu a primeira edição do torneio. Foto: Divulgação | Corona

“O Torneio de Pesca de Plástico é um exemplo de iniciativa que une as comunidades para ajudar o meio ambiente e ainda apoia economicamente as regiões, em parceria com trabalhadores que sustentam suas famílias a partir da pesca”, complementa.

A cerveja Corona já promoveu mais de 1,4 mil limpezas, engajou mais de 68 mil voluntários e coletou resíduos plásticos de mais de 44 milhões de metros quadrados de praia em todo o mundo. No Brasil já foram mais de 25 limpezas desde 2019, limpando 1,2 milhão de m² de praias e recolhendo mais de 5,4 toneladas de lixo descartados de forma irregular na natureza.

Foto: Rafael Guedes

LEIA MAIS:

- Publicidade -

Ao navegar neste site você concorda com a nossa Política de Privacidade e uso de cookies para melhorar a sua experiência.

Ok