- Publicidade -
Início Inovação Inspiração

Homem trabalha 18 anos para reflorestar o bosque onde brincava

Indiano de 45 anos recuperou uma área de 121 hectares e hoje realiza programas de educação ambiental

indiano refloresta bosque
Foto: Reprodução | Nation
- Publicidade -

Moirangthem Loiya é um homem de 45 anos de Manipur, na Índia, e depois de 18 anos, ele se tornou referência graças ao seu incansável trabalho para reflorestar uma floresta de 121 hectares chamada Punshilok, que significa ‘Primavera da vida’.

Em 2000, ele terminou a faculdade e decidiu visitar o Pico Koubru no distrito de Senapati em Manipur, um local que ele visitava com frequência quando criança. O que era para ser uma experiência feliz, deixou Moirangthem arrasado: a floresta verde que estava em suas lembranças de criança tinha sido completamente devastada.  

Foto: Reprodução | Nation

Essa imagem não saiu da cabeça de Moirangthem que, largou seu emprego como representante médico e decidiu encontrar um terreno para plantar árvores. Depois de algum tempo, um morador local mostrou-lhe um espaço na serra de Maru Langol, cujas árvores haviam sido queimadas pelos moradores para o cultivo. Foi ali que começou um projeto ambiental incrível.

Foto: Reprodução | Nation
- Publicidade -

Muita gente não acreditava que seria possível reflorestar a área e criar um paraíso verde na cordilheira de Maru Langol. O processo foi lento, cheio de desafios. Mas, depois de 6 anos vivendo em Punshilok, Moirangthem conseguiu plantar uma mini floresta com pelo menos 200 espécies de plantas nativas e 20 variedades de bambu que gradualmente se espalharam por toda a terra.

Graças aos cuidados do jovem, a floresta cresceu forte e se tornou um refúgio para um grande número de pássaros e animais da área. 

Depois de alguns anos, Moirangthem juntou-se a alguns voluntários e criou a Sociedade de Proteção à Vida Selvagem e Habitação (WAHPS) para trabalhar em conjunto para continuar a reflorestar os 121 hectares da floresta de Punshilok.

Depois de mais de 18 anos de dedicação, Moirangthem foi reconhecido por seu árduo trabalho na restauração da floresta e foi incluído no Joint Forest Management Committee (JFMC), comitê foi criado pelo departamento florestal estadual.

Foto: Reprodução | Nation

Hoje Moirangthem realiza treinamentos com as comunidades para conscientizar as pessoas sobre os perigos dos incêndios, do desmatamento e de outras questões ambientais, promovendo a conexão e defesa da natureza.

- Publicidade -
Sair da versão mobile