Após muitos anos de concreto em nome do progresso, as cidades precisam repensar suas estruturas. Hoje temos empenas cegas como abrigo de jardins verticais e asfalto feito de plástico reciclado, mostrando que tudo pode ser questionado. E é nesse contexto que surge o Dynamic Street, um sistema de pavimentação modular e configurável que pode se adaptar às necessidades das pessoas.

A proposta é do escritório de design e inovação Carlo Ratti Associati, com sede em Turim, na Itália, criada em parceria com a Sidewalk Labs, subsidiária do Google baseada em Toronto, no Canadá. A ideia é realmente tornar as ruas moldáveis. “É uma alternativa para meio-fio ou linhas pintadas no chão e, em vez de separar os fluxos de tráfego, o sistema flexível permitiria que a função de uma rua mudasse rapidamente – de uma rodovia para carros num dia para um espaço infantil no dia seguinte”, explica o escritório no site do projeto.

Como funciona o piso modular

O protótipo foi construído com uma série de módulos hexagonais em madeira. Eles podem ser recolhidos ou substituídos em horas ou até minutos, mudando a função da determinada estrada sem criar aquelas interrupções caóticas comuns em grandes cidades.

Continue lendo aqui.

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.