Quando oferecemos à criança a oportunidade de se conectar com os reinos da natureza – mineral, vegetal e animal – é fortalecida a verdade de que fazemos parte de um todo. Afloramos o sentimento de pertencimento, das raízes com a Terra e respeito por ela.

As vivências, explorações, descobertas e brincadeiras na natureza colocam a criança em contato com as forças vitais dos quatro elementos – terra, água, ar e fogo. Por meio dessa conexão a criança aprende o que não pode ser ensinado nem pelos pais, nem pelos professores.

Como primeira leitura de mundo da criança, a natureza é fundamental para o desenvolvimento infantil integral, além de aprendizado por si só. Aprendizado de ciclos e fluxos vivos, ritmos e processos dinâmicos.

Cada um dos quatro elementos permite que a criança mobilize dentro de si forças imaginativas e criadoras. Cada elemento tem características próprias e sugere um tipo de brincadeira.

As brincadeiras com a terra estimulam a curiosidade infantil. A criança quer investigar e conhecer o interior das coisas, aquilo que se encontra oculto. Daí as brincadeiras de cavar buracos profundos na terra ou areia para quem sabe chegar ao outro lado do mundo.

Os 4 elementos

No tanque de areia as crianças são como arquitetos de grandes construções ou exímios chefes de cozinha no preparo de deliciosos bolinhos e comidinhas lindamente decoradas com folhas e flores.

As brincadeiras com água remetem à importante memória intrauterina. Afinal trata-se do primeiro elemento com o qual a criança teve íntimo contato durante o período gestacional.

Brincar com água rapidamente vira festa, cheia de alegria. São assim as brincadeiras à beira mar ou com bacias d’água, enchendo e esvaziando baldes e potes incansavelmente.

Pisar em poças d’água ou tentar transpô-las com pulos é unanimidade entre crianças de várias faixas etárias, assim como as guerras de água, ou ainda as bolhas de sabão.

As brincadeiras com o ar colocam o corpo da criança em movimento, estimulando o correr, pular, voar, soprar, etc. Elas instigam a vontade de voar, tornando populares as capas de heróis e asas de borboletas criadas pelas crianças.

Também há os famosos aviões de papel, as pipas coloridas que riscam o céu, e até mesmo o prazeroso sopro na flor Dente-de-leão encontrada pelo caminho.

O fogo exerce fascínio nas crianças, suscita respeito e temor ao mesmo tempo. Diante de uma fogueira, as crianças se encantam com a dança das labaredas, com o estalar das madeiras e ao jogar gravetos nas chamas.

Brincadeira é coisa séria

Brincar com a sombra também é divertimento garantido. Elas correm na tentativa de pisar na sombra umas das outras projetadas no chão.

As formas e movimentos primordiais vivenciados por meio do brincar com os elementos naturais refletem o  profundo equilíbrio do Cosmo, que é assimilado com admiração e veneração pela criança.

A qualidade do brincar na natureza é carregada de significado e incomparável, pois  a energia viva advinda do mundo natural impregna a organização corpórea da criança e contribui para seu desenvolvimento saudável,  auxiliando nas defesas naturais do organismo.

Quer conhecer outras interessantes brincadeiras com os elementos naturais? Faça AQUI o download do E-book Brincado com os Quatro Elementos da Natureza e bom divertimento com a garotada.

Ana Lúcia Machado é pesquisadora da cultura da infância e arte na educação. Autora do blog “Educando Tudo Muda”, carrega a bandeira da educação como a única revolução capaz de transformar o mundo. Ela é autora do livro “Clarear – a pedagogia Waldorf em debate” e do projeto “Playoutside – alegria de brincar na natureza”