Com apoio da multinacional alemã Bayer, acontece a oficina “Construção de Terrário” durante o mês de janeiro no Catavento Cultural e Educacional, museu de ciência e tecnologia da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.  A atividade é indicada para crianças de até 13 anos e para participar é necessário retirar senhas na recepção do museu.

Os visitantes construirão seu próprio terrário, colocando em prática a abordagem e discussão sobre microecossistemas em equilíbrio, que antecederá a prática.  Há cerca de 150 anos, o médico inglês Nathaniel Ward resolveu colocar algumas pupas de borboletas junto a um pouco de terra, dentro de uma caixa de vidro fechada para observar a metamorfose desses insetos. Para sua surpresa, o que ele observou foi o desenvolvimento de esporos e sementes, dando origem a plantas que sobreviveram naquele local, mesmo sem qualquer cuidado de sua parte. A partir desse incidente, a manutenção de espécies em recipientes fechados popularizou-se e, atualmente, esse sistema natural em escala reduzida é chamado de terrário.

“Em 2016, a Bayer comemora 120 anos de Brasil e a primeira atividade para celebrar este importante marco foi patrocinar a oficina de 3.000 terrários nesse importante museu da cidade de São Paulo. É um presente da Bayer para a cidade”, afirma Paulo Pereira, diretor de Comunicação Corporativa do Grupo Bayer no Brasil. No ano passado, a empresa também apoiou o lançamento do Borboletário do Catavento. Uma grande geodésica foi construída para receber os animais.

Oficina Construção de Terrário

Onde: Museu Catavento Cultural e Educacional.

Quando: De 5 a 31 de janeiro (de terça a domingo).

Horário: Sessões – 10h, 12h, 14h e 16h.

Local: Piso Superior – Seção Ecologia.