No dia 1º de agosto, a humanidade terá terminado com o estoque de recursos naturais para o ano inteiro, de acordo com a Global Footprint Network, uma organização internacional de pesquisa. Essa data é chamada Dia da Sobrecarga da Terra, o momento em que a demanda anual da humanidade em relação à natureza ultrapassa a capacidade de renovação dos ecossistemas terrestres naquele ano. Em outras palavras, a humanidade está utilizando a natureza de forma 1,7 vez mais rápida do que os ecossistemas do nosso planeta podem se regenerar. Isso é como se usássemos 1,7 planeta Terra.

A Global Footprint Network calcula o Dia da Sobrecarga da Terra todos os anos usando o cálculo de Pegada Ecológica, que inclui todas as diferentes demandas sobre a natureza, como a de alimentos, madeira e fibras (algodão); absorção de emissões de carbono da queima de combustíveis fósseis; além de construções, estradas e demais infraestruturas. O dia 1º de agosto é o Dia da Sobrecarga da Terra mais cedo desde a década 1970, quando o mundo começou a esgotar os estoques do planeta antes de acabar o ano.

Os custos desse excesso de gastos ecológicos incluem desmatamento; colapso pesqueiro; escassez de água doce; poluição; erosão do solo; perda de biodiversidade e acúmulo de dióxido de carbono na atmosfera. Tudo isso leva a mudanças climáticas e secas mais severas, incêndios florestais e furacões. Essas ameaças podem gerar desespero e forçar muitas pessoas a migrarem para outras cidades ou países.

A Global Footprint Network e seus parceiros marcarão o Earth Overshoot Day 2018, ou Dia da Sobrecarga da Terra, com diversas atividades em todo o mundo, incluindo:

No Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã fará uma exibição especial de “Sob a Pata do Boi“, um documentário sobre a invasão de gado na Amazônia, no dia 1º de agosto.

Em Nova York, haverá um pequeno vídeo na Times Square, de 20 de julho a 3 de agosto, com imagens impressionantes do premiado diretor de fotografia Louie Schwartzberg.

A partir de Hong Kong, Paris e Oakland, a Global Footprint Network e a Schneider Electric realizarão um webinar às 12h Brasília na terça-feira, 24 de julho, sobre o Dia da Sobrecarga da Terra (Earth Overshoot Day) e soluções de energia. Os detalhes estarão disponíveis em breve no site www.overshootday.org.

Em Berlim, o Germanwatch e o Inkota realizarão uma coletiva de imprensa sobre o Overshoot Day às 9h (hora local) do dia 1º de agosto.

Transmissão ao Vivo #MoveTheDate (#MudarAData)

A Global Footprint Network apresentará esses eventos e muito mais com entrevistas de todo o mundo por meio de uma transmissão ao vivo no Facebook e no YouTube no dia 1º de agosto em duas sessões: às 3h e às 13h. Para assistir, visite www.facebook.com/GlobalFootprintNetwork.

A exibição incluirá entrevistas com Christiana Figueres, a ex-secretária executiva de Mudanças Climáticas da ONU; Erik Solheim, diretor executivo do Programa Ambiental da ONU; Nicolas Hulot, ministro francês da Transição Ecológica; Terry A’Hearn, diretor executivo da Agência Escocesa de Proteção ao Meio Ambiente; Esther Finidori, Gerente de Desempenho Ambiental e Estratégia de CO2 da Schneider Electric; e o diretor de fotografia Louie Schwartzberg.

O evento também contará com parceiros da WWF China, França, Japão e Rússia; ZERO, um parceiro ambiental em Portugal; e dos EUA, o Conselho Americano de Negócios Sustentáveis, Centro de Diversidade Biológica, Instituto de Nuvem para Educação de Sustentabilidade, Rede do Dia da Terra, Powerhouse e Turning Green.

“O Dia da Sobrecarga da Terra pode não apresentar diferenças em relação a ontem – você ainda tem a mesma comida em sua geladeira”, disse o CEO da Global Footprint Network, Mathis Wackernagel. “Mas, os incêndios estão ocorrendo no oeste dos Estados Unidos. Do outro lado do mundo, os moradores da Cidade do Cabo tiveram que reduzir pela metade o consumo de água desde 2015. Essas são consequências de estourar o orçamento ecológico do nosso único planeta”.

“Nossas economias estão realizando um esquema Ponzi com nosso planeta. Ou seja, usamos os recursos futuros da Terra para operar no presente e nos aprofundar na dívida ecológica”, continuou Wackernagel. “É hora de acabar com esse esquema e alavancar nossa criatividade para criar um futuro próspero, livre de combustíveis fósseis e sem destruição planetária.”

A Global Footprint Network está convidando pessoas a participar do Dia da Sobrecarga da Terra, determinando seu próprio Dia Pessoal de Sobrecarga e sua Pegada Ecológica em www.footprintcalculator.org e fazendo um “Passo para o #MudarAData” em www.overshootday.org/steps-to-movethedate/.