Não só de passeatas nas ruas se faz um bom protesto. Exemplo disso, foi a iniciativa da ONG brasileira Engajamundo, formada majoritariamente por jovens, que “presenteou” o governador do Pará, Simão Jatene, com um disco de platina pelo desmatamento no estado.

O Pará encabeça a lista de estados da Amazônia que mais desmatam e a ONG não perdeu a oportunidade de chamar atenção para este fato durante a COP23, a Conferência sobre mudanças climáticas da ONU, que acontece em Bonn, na Alemanha.

A entrega do disco de platina aconteceu durante o Amazon Bonn, evento que está discutindo o desenvolvimento sustentável da Amazônia durante a COP23. Segundo Stella Bispo, ativista do Engajamundo, a objetivo da ONG é chamar atenção para que os estados exerçam e fortifiquem o controle do desmatamento em suas respectivas áreas.

“Vimos uma oportunidade maravilhosa de impactar de maneira divertida a agenda contra o desmatamento do Brasil. Segundo o PRODES (Programa de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite), o Pará ocupa o topo do desmatamento de estados da Amazônia desde 2006. Não poderíamos ficar calados diante disso, e não ficamos. Acreditamos que nós enquanto jovens temos que ocupar esses espaços e exercer nossas demandas de forma criativa e política. Falar em proteção da Amazônia é falar do meu direito, do direito dos povos tradicionais e das futuras gerações de habitar um ambiente saudável e sem escassez dos recursos naturais”, afirma Stella.

A mesma ONG, em 2015, havia entregue o Troféu cara de pau para a ex-ministra de meio ambiente, Isabella Teixeira.