A primeira ministra da Índia, Narendra Modi, anunciou na última terça-feira (5), que o país quer abolir o plástico de uso único de seu território até 2022. O anúncio foi feito no Dia Mundial do Meio Ambiente e em meio a decisões recentes de diversos países referente a ações de combate à poluição causada de plástico, essa pode ser uma das mais ambiciosas. A ação pode reduzir o fluxo de plástico de mais de 1.3 bilhões de pessoas e negócios no mundo.

“É o dever de cada um de nós garantir que a busca pela prosperidade material não comprometa nosso meio ambiente”, disse Modi. “As escolhas que fazemos hoje definirão nosso futuro coletivo. As escolhas podem não ser fáceis. Mas através da conscientização, da tecnologia e de uma parceria global genuína, tenho certeza de que podemos fazer as escolhas certas.”

De acordo com a ONU, a decisão da Índia representa o início de uma corrida mundial para combater a poluição por plásticos. “É incrivelmente encorajador ver comunidades em toda parte assumirem a responsabilidade pela poluição de plástico que está ameaçando nossos ecossistemas”, disse Erik Solheim, chefe do Programa das ONU para o Meio Ambiente.

Poluição plástica em 2018

Ainda no dia 5, a ONU publicou o relatório “Plástico de uso único: um roteiro para a sustentabilidade”, que estuda da situação da poluição plástica em 2018. O estudo inédito revelou que diversos governos estão trabalhando para implantar ações de combate ao uso de plásticos descartáveis. No mesmo dia, Botsuana, Chile e Peru anunciaram que vão abolir sacolas de plástico, enquanto a Nigéria se prontificou a instalar pontos de reciclagem pelo país. O Brasil deve anunciar um novo plano para plástico e o País de Gales vai se comprometer a ser a primeira “nação refil” do mundo.

O relatório da ONU está disponível em inglês aqui.

Foto: Meinzahn/iStock

Emily Santos é aluna de Jornalismo, tem paixão por animais, pela natureza e por livros. Caçula de seis irmãos, criada na Bahia, ela retornou à metrópole paulistana para cursar faculdade e descobrir novos horizontes.