O governo do Rio Grande do Sul fechará hoje um acordo com o Banco Mundial que dará início a um projeto de orientação de ações sustentáveis no campo aos produtores do estado.

O Projeto RS Biodiversidade – Proteção ao Pampa deverá receber, em até quatro anos, US$ 11,1 milhões em investimento, que atingirão a metade sul do Rio Grande do Sul.

A governadora Yeda Crusius explicou que a participação do Banco Mundial não é feita em forma de financiamento e sim como doações. A primeira parcela deve ser liberada no mês de junho e o restante virá de acordo com o andamento do projeto.

Para que o programa alcance o seu objetivo, que é proteger o bioma pampa, serão realizados workshops em 13 fazendas de produções diversas. Além disso, técnicos da Secretaria do Meio Ambiente farão vistorias para analisar o respeito às regras ambientais.

O projeto surge para mostrar aos produtores rurais, que é possível manter boas práticas ambientais. Atualmente, muitos deles não têm estrutura e, nem ao menos, sabem como proceder para manter atitudes sustentáveis no campo.

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.