O Vale da Morte não recebeu este nome à toa. O ponto, ao norte do deserto de Mojave, na Califórnia (EUA), é um dos pontos mais quentes e secos de toda a América do Norte. Isso significa que poucas espécies sobrevivem ao clima extremo. Mas, neste ano, a paisagem árida deu lugar a uma imensidão de flores coloridas.

Os registros da mudança na paisagem foram feitos por Alan Van Valkenburg, um guarda do Parque Nacional do Vale da Morte. No vídeo em que ele apresenta este espetáculo, Valkerburg explica que o aparecimento de flores é comum durante o período que antecede a primavera nos EUA. Mas, a quantidade de flores selvagens que apareceram neste ano é rara e acontece, em média, a cada dez anos.

A explicação para isso é a mesma que originou um deserto de flores no Atacama, Chile, em novembro de 2015: o El Niño. O evento climático provoca chuvas acima da média, o que ativa as sementes enterradas profundamente no solo.

“Se você tem a chance de ver uma flor no Vale da Morte, especialmente uma super-flor, então você deveria aproveitar a oportunidade, porque esta pode ser uma oportunidade única na vida”, comenta o guarda, que vive no Parque há 25 anos.

As imagens abaixo dão uma amostra deste maravilhoso espetáculo.

vale_da_morte
Foto: Alan Van Valkenburg/National Park Service
vale_da_morte2
Foto: Alan Van Valkenburg/National Park Service
vale_da_morte3
Foto: Alan Van Valkenburg/National Park Service
vale_da_morte4
Foto: Alan Van Valkenburg/National Park Service

Redação CicloVivo