Início Planeta Desenvolvimento Vancouver proíbe uso de canudo e embalagens de isopor

Vancouver proíbe uso de canudo e embalagens de isopor

A decisão entre em vigor em 2019 e impactará em primeira instância os bares, restaurantes e lanchonetes da cidade canadense.

1326

Decisão votada pela Câmara de Vereadores faz parte de uma estratégia a longo prazo para zerar o lixo produzido na cidade.

Vancouver é primeira grande cidade do Canadá a banir de seus comércios canudos de plástico e embalagens térmicas descartáveis à base de espuma de poliestireno (isopor). A decisão faz parte da estratégia Zero Waste 2040 que foi aprovada na última quarta-feira (16) pelos vereadores da cidade.

A Zero Waste 2040 é uma proposta ambiciosa de redução de descarte e desperdício de todo tipo de material na cidade. De acordo com a proposta do projeto, a cidade deve seguir o esquema de “evitar, reduzir, reutilizar, reciclar e recuperar energia” e então chegar à eliminação total de resíduos sólidos. Por isso, a primeira parte da estratégia vai atingir os produtos plásticos de uso único.

A decisão que impactará em primeira instância os bares, restaurantes e lanchonetes de toda Vancouver entra em vigor a partir de 1º de junho de 2019. Imediatamente deverá haver uma queda drástica no número de canudos jogados fora diariamente na cidade, que atualmente chegam a 7 milhões. Ainda não há muitos detalhes sobre como a decisão vai ser posta em prática, mas estima-se que uma multa de $ 250,00 dólares canadenses seja aplicada a quem infringir a decisão.

Impacto no meio ambiente e na economia

O prefeito da cidade esclareceu que Vancouver é a primeira cidade do mundo a estabelecer um plano estratégico abrangente de resíduos zero, e por fazer parte da região costeira, a decisão é ainda mais importante para o impacto ambiental na cidade e no mundo.

Semanalmente, 2 milhões de sacolas plásticas são jogadas fora em Vancouver, junto com 2,6 milhões de copos plásticos. Só os copos e embalagens térmicas descartáveis somam 50% do volume nos armazéns públicos de lixo e custam pelo menos $ 2,5 milhões de dólares canadenses por ano para serem recolhidos.

Cidade mais verde

Outro plano que os governantes da cidade têm é estabelecer Vancouver como a cidade mais verde do mundo até 2020. Para isso, 10 áreas foram divididas com objetivos próprios, onde cada uma deve realizar pelo menos um objetivo até 2020. Para obter o título, a cidade quer zerar a emissão de carbono, zerar a produção de lixo e ter ecossistemas saudáveis.

Veja também: Reino Unido planeja banir lencinhos umedecidos feitos com plástico