Um projeto da Lello, maior administradora de condomínios do país, quer levar coleta seletiva de lixo para 2,5 mil prédios residenciais na cidade de São Paulo, ABC, Campinas, Jundiaí e litoral do Estado.

A iniciativa, em parceria com o Instituto Muda e com a Yunus Negócios Sociais, visa treinar moradores, funcionários e empregados domésticos dos condomínios para a correta gestão dos resíduos sólidos. O lixo reciclável coletado nos condomínios por meio do projeto será destinado a cooperativas, que farão a reciclagem dos materiais.

O projeto “Lello Recicla” prevê quatro etapas. A primeira é a fase de diagnóstico e adequação da infra-estrutura, por meio da qual é realizada a avaliação do condomínio, especialmente em relação aos locais de armazenamento do lixo, e, na seqüência, haverá a instalação de contêineres e lixeiras.

A segunda fase prevê treinamento dos moradores – sempre no horário noturno, visando a uma maior adesão ao projeto. Os funcionários dos condomínios e empregadas domésticas receberão o treinamento em dias específicos e pré-determinados.

A terceira fase é a coleta de recicláveis propriamente dita, que será programada conforme a necessidade de cada condomínio e terá parte de seu custo subsidiados pela Lello. A última etapa, e a mais importante, no ponto de vista da administradora,  é a doação do lixo reciclável para as cooperativas (priorizando as existentes no entorno dos condomínios), proporcionando, desta forma, a geração de renda para as instituições envolvidas.

“Nossa preocupação social e ambiental nos motivou a estudar e a lançar este programa, conscientizando síndicos, moradores e funcionários para a disseminação da educação ambiental. Somente na cidade de São Paulo são produzidas diariamente cerca de 20 mil toneladas de lixo, 80% provenientes das residências, e apenas 2% são destinados a reciclagem”, afirma Raquel Tomasini, gerente de Produtos e Parcerias da Lello Condomínios.