A China vai reformular os combustíveis de automóveis a partir de 2015, como parte de uma série de medidas para tentar diminuir a intensa poluição atmosférica que afeta as principais cidades.

As autoridades do país vão promover o uso de veículos elétricos e híbridos e continuar com a eliminação dos veículos antigos que não cumprem os limites de emissão. As medidas foram divulgadas na noite dessa quinta-feira (30) e publicadas nesta sexta-feira (31) na imprensa oficial.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma anunciou que as principais cidades do país devem adotar os novos combustíveis, mais limpos, no fim de 2015. O novo padrão deve se estender ao restante do país até o fim de 2017.

A China também deverá intensificar o apoio aos combustíveis alternativos, reduzindo a quantidade de impostos aplicados sobre os automóveis elétricos, híbridos e movidos a células de hidrogênio.

O governo deve estimular o uso de veículos elétricos ou híbridos, que deverão representar pelo menos 30% das novas unidades compradas até 2016. Os altos níveis de poluição atmosférica preocupam os chineses, principalmente aqueles que vivem em Pequim. A capital constantemente atinge níveis perigosos de poluentes no ar.

A matéria foi originalmente publicada em Agência Brasil

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.